terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

PETRÓLEO MAIS CARO:
MAIS ROYALTIESPetróleo fecha pela primeira vez acima de US$ 100 em Nova York
19/02 - AFP
Os preços do barril do petróleo fecharam, nesta terça-feira, pela primeira vez na história, acima dos 100 dólares (a 100,10 dólares) em Nova York, em meio aos temores redobrados de uma redução da oferta dos países exportadores.
Em Londres, o preço do barril de Brent do Mar do Norte também estabeleceu um novo recorde, a 98,70 dólares, deixando para trás sua marca histórica precedente (98,50 dólares), de 3 de janeiro.
Esta nova disparada dos preços se deve a uma possível redução do nível de produção da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep), em sua próxima reunião de 5 de março, em Viena, explicou Mike Fitzpatrick, analista da MF Global.
A produção da Opep representa cerca de 40% da oferta mundial de petróleo. O barril do petróleo havia ultrapassado o teto simbólico dos 100 dólares, pela primeira vez, em 2 de janeiro.
Depois disso, os preços iniciaram um forte movimento de recuo, afetados por uma conjunção de fatores, entre eles uma possível recessão da economia dos Estados Unidos, primeiro consumidor mundial de energia.
Uma desaceleração da economia americana seria prejudicial para a demanda de hidrocarbonetos, destacaram os analistas. O conflito entre a Venezuela e o gigante petroleiro americano ExxonMobil dissipou estes temores, porém, principalmente depois que Caracas ameaçou interromper seus envios de cru aos Estados Unidos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Mais Corrupção, infezlimente.
Tem hora que eu penso que muito dinheiro é prejudicial para a formação de valores dos jovens de nossa cidade.
Muito dinheiro atrai a falta de ética, a ganância, a corrupção e outras mazelas para os seres humanos, principalmente os mais jovens.

haroldo pq leopoldina disse...

Mocaiber,manda Renato Barbosa conversar com Bush,para mandar Hugo Chaves abaixar o preço,por aqui na américa do sul.Ele vai ter cara de pau para esta missão,ele teve cara de pau para entrar no PT,