quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

DESEJO A TODOS, ATRAVÉS DESSAS LINDAS IMAGENS - SIGNOS, UM 2010 DO TAMANHO DE SUAS ASPIRAÇÕES.
SABEDORIA
FELICIDADES
BONDADE
SAÚDE
ESPERANÇA
DINHEIRO
CORAGEM
SINCERIDADE
ALEGRIA
HUMILDADE
AMOR
FELIZ 2010!!!
ELA TAMBÉM JÁ BRINCOU...
DE CORRIDA COM O OVO NA COLHER...
E SUBIU AO PÓDIO.
VITORIOSA DESDE GAROTINHA!
JUCA SOARES COMEÇOU A SE REMOER...
Tomara que seja para se congratular com os organizadores e participantes da CORRIDA DE SANTO AMARO, que no ano passado não aconteceu.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

O QUE PENSA O IDOSO BRSILEIRO
Fonte: Época Negócios
Pesquisa revela que brasileiros mais velhos temem a solidão e que homens sofrem mais com a aposentadoria.
Em 2010, 10% da população brasileira será composta por idosos e a expectativa de vida no país alcançará 73,4 anos. Uma enorme diferença em relação a 1980, quando apenas 6% dos brasileiros eram idosos e a expectativa não ultrapassava 62,6 anos. Mas pouco na comparação com o que se espera para 2050, quando os idosos representarão 30% da população, ou 64 milhões, e a expectativa de vida alcançará os 81,3 anos. Mas quem é o idoso brasileiro? Segundo pesquisa apresentada nesta quinta-feira (01/10), Dia Internacional do Idoso, a maioria dos idosos brasileiros tem orgulho e satisfação de ter chegado onde estão, tendo superado desafios e criado seus filhos. Mas essa fase da vida não é feita só de conquistas. Ela vem acompanhada por uma redução drástica dos rendimentos da família e da necessidade da “invenção” de uma nova rotina.Essa situação, segundo apontou a pesquisa, costuma ser mais difícil para os homens. Eles se ressentem mais com a perda de status financeiro. “Ele vê seu papel de provedor acabar”, explica Jorge Nasser. Além disso, os homens têm maior dificuldade para se socializar.Já as mulheres se revelam mais joviais e com mais energia, conseguindo se integrar mais na sociedade, estabelecendo mais facilmente grupos de amigos. Solidão Os maiores medos enfrentados nessa etapa da vida são a falta de recursos financeiros, a solidão e as doenças. Os idosos, de modo geral, não acreditam que contarão com a ajuda dos filhos na velhice e tendem a carregar um certo amargor por isso. De acordo com o levantamento, eles consideram o porteiro seu melhor amigo. “Os idosos vêem neles alguém que está lá na hora em que eles precisam, que pode ajudá-los com tarefas extras como levar as compras do supermercado e em quem podem confiar”, fala o diretor-executivo da pesquisa. Quem sou eu? Ser idoso para 53% dos mais velhos é ter que lidar com doenças físicas. Para 44% é ser mais experiente, para 33% ter mais tempo e para 20% ter que lidar com maus tratos e desrespeito, aponta outra pesquisa, realizada com 1, 2 mil entrevistados. A maioria concorda que o idoso não é respeitado no Brasil, 80% dizem que “a sociedade ainda não está preparada para o idoso”. Para 59% dos idosos, os parentes acabam mesmo se esquecendo deles. Os que mais concordam com essa frase são os homens (62%) e a classe C (64%).A falta de dinheiro (37%), de tempo (29%) e de saúde (20%) são os principais motivos apontados que impedem os idosos de fazerem mais o que gostam. Segundo a pesquisa, 37% querem viajar mais a lazer, 4% querem sair para dançar ou ir à academia, enquanto 3% querem trabalhar.
AS MULHERES EO PRIVILÉGIO DE CHEGAR AOS 50 ANOS
Fonte: Cruzeiro do Sulpublicidade Elas são bonitas, bem-sucedidas, sabem se cuidar e gostam de sair para se divertir. O perfil das mulheres na faixa dos 50 anos mudou. E muito. Elas não querem mais ser apenas mãezonas nem usar roupas que envelhecem. Hoje elas vivem plenamente, dedicam parte do tempo cuidando da aparência, acreditam ser possível amar de novo - após casamentos desfeitos -, e há aquelas que até ousam começar uma nova carreira. Tudo isso com o respaldo da experiência e da tolerância conquistadas com a maturidade. Chegar aos 50 anos é um privilégio. Nessa fase, a mulher se sente madura o bastante para enfrentar novos desafios. Em geral os filhos já estão crescidos e ela, enfim, pode cuidar da sua vida, afirma a psicóloga Eloina Crenith, especializada em psicoterapia de base analítica e psicanálise. Assim, o papel de dona de casa, esposa e mãe se ampliou. Elas são, acima de tudo, mulheres, donas de seus narizes. A empresária Mariangela Bordon, de 51 anos, é um exemplo disso. Mãe de uma garota de 20 anos e dona da EOS Cosméticos, não deixa de correr no Parque do Ibirapuera, na zona sul de São Paulo, antes de se dedicar ao trabalho.É terapêutico correr ao ar livre e eu adoro, além de fazer um bem enorme para a saúde, diz. Divorciada, ela tem namorado e, quando está de folga, gosta de ir ao cinema, ao museu e ao teatro. Hoje, graças à evolução dos produtos de beleza, estou ótima! Além das mudanças comportamentais, as mulheres de 50 hoje também usufruem as conquistas médicas e conseguem retardar a ação do tempo. Isso se reflete na saúde, na beleza e até no sexo. Envelhecer não é uma doença. O desejo sexual não deve diminuir com o passar dos anos. É cultural achar que as mulheres, só porque estão envelhecendo, não têm mais desejo. Além de proporcionar prazer, o sexo na pós-menopausa faz bem à saúde, afirma a psicóloga. Os relacionamentos afetivos podem ocorrer com homens mais novos, sem preconceito nem exigências como o casamento, ressalta Eloina. As mulheres mais velhas têm maturidade e segurança, que tranquilizam o homem mais jovem, que ainda tem dúvidas, medos e inseguranças. A expectativa de sonhar em ter filhos já passou na mulher madura e a maturidade a deixa livre para usufruir a vida. Há também aquelas que preferem ficar solteiras a constituir uma família, diz o psicólogo Paulo Tessarioli, especialista em sexualidade humana. Ainda existe uma pressão social sobre a mulher que não se casou, mas com menor intensidade do que antigamente. Porém, as que são independentes economicamente, que estão inseridas no mercado de trabalho e integradas ao meio social percebem que essa questão fica em segundo plano. Cuidar para chegar láOs especialistas concordam que as mulheres maduras de hoje são um reflexo do que foram nas etapas anteriores da vida. Até pouco tempo atrás, se dizia que a vida começava aos 40. Hoje, percebe-se que isso depende muito mais da cabeça de cada um, ou seja, a idade que você tem e a idade que acredita ter. A forma como cada um vai vivenciar a idade que alcançou é apenas um reflexo de como vivenciou as idades anteriores, afirma Tessarioli. Isso não significa, no entanto, que não dá tempo de correr atrás e mudar de comportamento. Nunca é tarde para mudar. Exemplo disso é o aumento da procura de mulheres nessa faixa etária, muitas sedentárias, pela prática de exercícios físicos. Vários motivos levam a isso, em primeiro lugar a saúde e, em seguida, a estética. Elas buscam a academia para aumentar a autoestima e emagrecer, observa a educadora física Simone Marques, da Triathon Academia, na zona oeste de São Paulo. Os exercícios mais pedidos por elas são a musculação e a caminhada.A empresária Maysa Rovai, de 51 anos, até frequenta as salas de ginástica. Esporadicamente. Assim como Mariangela Bordon, gosta mesmo é de correr ao ar livre, no parque, atividade que pratica com disciplina há três anos. Sou independente, vivo feliz e corro três vezes por semana, conta ela, que é mãe de dois rapazes, de 18 e 22 anos. Maysa descobriu uma profissão nova aos 40 anos. Atualmente, ela é dona de um bufê e consegue controlar melhor seus horários do que quando era mais nova. Separada há quatro anos, gosta de sair à noite com as amigas e viajar. Minha vida ficou mais saudável e esta fase é a melhor de todas. Fico surpresa com o que sou capaz. Não dá para ficar pensando em meia-idade, porque não combina. Me sinto jovem e a vida continua.
EXERCÍCIOS DE MUSCULAÇÃO MELHORAM ANDAR DE MULHERES IDOSAS
Fonte: Agência USP de Notíciaspublicidade A prática da musculação faz com que o andar de mulheres idosas fique mais parecido com o das jovens. Os resultados de um estudo que foi recentemente publicado na revista britânica Clinical Biomechanics pode, provavelmente, valer também para homens. A pesquisa envolveu 14 mulheres com idade média de 61 anos. Elas melhoraram aspectos do andar relacionados ao risco de quedas, como a distância do dedão do pé ao chão. O professor Carlos Ugrinowitsch, da Escola de Educação Física e Esporte (EEFE) da USP, foi um dos orientadores do estudo de mestrado da fisioterapeuta Leslie Persche, realizado na Universidade Federal do Paraná (UFPR), e fez a maior parte das análises estatísticas. Leslie também foi orientada por André Rodacki, da UFPR e também recebeu a colaboração Gleber Pereira, da Universidade Positivo. A pesquisa originou o projeto Efeitos de diferentes programas de atividade física em parâmetros relacionados ao risco de queda em idosos. A iniciativa une pesquisadores da USP, UFPR e Universidade Cruzeiro do Sul, e faz parte do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (PROCAD), que tem o objetivo de formar recursos humanos altamente qualificados. Queda na velhiceNa velhice, o risco de quedas aumenta porque a pessoa passa a ter dificuldades de integrar as informações dos órgãos dos sentidos e perde muito da massa muscular. A perda, mais acentuadas nos músculos que controlam a postura, começa aos 30 anos, mas passa a ter efeitos sérios depois dos 60. Os músculos são formados por fibras tipo 1 e 2. Com o envelhecimentro, o corpo perde as fibras tipo 2, que se contraem mais rapidamente, geram mais força e resistem menos à fadiga. Sobram as fibras tipo 1, com características opostas. A gordura ocupa o lugar dos músculos. As 14 mulheres avaliadas na pesquisa fizeram musculação três vezes por semana, durante quatro meses, com aumento gradual dos pesos. Antes e depois do período de treinos, os pesquisadores filmaram as mulheres andando e usaram um programa de computador para descrever as alterações nos seus movimentos. O treinamento de força nas mulheres reverteu as mudanças da marcha relacionadas à idade. Elas conseguiram andar mais rápido e dar passos mais largos. As idosas também conseguiram dar passos elevando mais os pés do chão, o que diminuiu os tropeços. As passadas tinham uma frequência média semelhante a de mulheres jovens. “A musculação provavelmente aumentou a força e a velocidade das fibras tipo 1 restantes”, explica Ugrinowitsch.Passo senilO fortalecimento causou uma melhora no andar, mesmo que os participantes não tenham aprendido técnicas para isso. Segundo Ugrinowitsch, o resultado contraria a ideia de alguns especialistas da área. Eles acreditavam que os idosos começavam a andar em um padrão senil de forma consciente, depois que se sentiam mais fracos. No Brasil, 30% dos idosos caem ao menos uma vez no ano, segundo dados de 2001, divulgados pelo Conselho Federal de Medicina. As quedas estão entre as causas de 12% de todas as mortes de idosos. Naqueles que são hospitalizados em decorrência de uma queda, o risco de morte depois da hospitalização varia de 15% a 50%.Além de melhorar o caminhar de idosos a musculação traz benefícios gerais para o corpo. Para começar a praticá-la, é necessário que o idoso faça um exame médico que avalie a situação do coração e vasos sanguíneos. É imprescindível procurar orientação de um profissional de educação física. Por Nilbberth Silva
EMPRESA PROÍBE FUNCIONÁRIOS DE SENTAR E ANDAR NORMALMENTE
Fonte: Hypescience.compublicidade Você pode até achar que seu trabalho é ruim, mas pelo menos seu chefe não é louco o bastante pra tirar todas as cadeiras do escritório e instalar um alarme de segurança que dispara sempre que você andar abaixo da velocidade desejada. Parece loucura, mas Hisashi Sakamaki, presidente da Canon Eletronics, fez exatamente isso. Sakamaki, que já escreveu um livro propondo as medidas que adotou em sua empresa, tem uma teoria que diz que forçar os empregados a trabalhar em pé aumenta a produtividade, melhora o relacionamento entre os empregados, além de, é claro, economizar. Se um empregado da Canon caminhar a uma velocidade menor que cinco metros a cada 3.6 segundos no corredor, um alarme e luzes são acionados, lembrando o pobre trabalhador que ele é um inútil. E tem mais: no chão da empresa uma placa diz “Tenha pressa: se não, a empresa e o mundo sucumbirão”. O chefe, como recompensa por todas suas brilhantes ideias, pode ficar sentado em sua confortável cadeira, enquanto os empregados trabalham em pé.
HYPERMARCAS PODERÁ ANUNCIAR PATROCÍNIO AO FLAMENGO
Acordo poderia ser o maior contrato de patrocínio já feito no futebol brasileiro
Além do título de campeão brasileiro de 2009, o Flamengo pode terminar o ano com mais uma grande conquista. De acordo com reportagem publicada no portal Globo.com. o clube carioca estaria prestes a anunciar um contrato de patrocínio com a Hypermercas para o ano de 2010.
Segundo a reportagem, a corporação, que já estampa a marca Bozzano nas mangas das camisetas dos jogadores do time desde o último mês de julho, teria fechado um novo contrato para manter a parceria na próxima temporada. O valor desembolsado pela Hypermarcas seria de R$ 28 milhões, o maior acordo de patrocínio já feito no futebol brasileiro.
De acordo com as informações, a parceria da Bozzano com o clube seria oficialmente anunciada na noite desta terça-feira, 22, durante a cerimônia de posse na nova presidente do time, Patrícia Amorim. Procurada pela reportagem de M&M Online, a Hypermarcas, por meio de sua assessoria de imprensa, não confirma as informações publicadas e garante que não há nada oficial a respeito do assunto.
Além de ter estampado as mangas do Flamengo durante todo o segundo semestre de 2009, desde o mês de abril, a Hypermarcas também patrocina o time do Corinthians, estampando o logo dos produtos Bozzano e Avanço nas camisas dos jogadores.

sábado, 19 de dezembro de 2009

ANABOLIZANTES E SUPLEMENTOS SÃO DIFERENTES, MAS AMBOS PODEM CAUSAR DANOS
Fonte: Abril.com.br Usuários das substâncias são jovens entre 18 e 26 anos que frequentam academias e não seguem orientação médica Taylor Lautner teve que ganhar 13 quilos de massa muscular para garantir o papel de um lobisomem no filme “Lua Nova”. Para alcançar objetivos com menos glamour que uma aparição no cinema, pessoas comuns recorrem ao uso de anabolizantes e suplementos alimentares para ficarem mais fortes. Ficar sarado é, muitas vezes, sinônimo de bombado. Só que nem sempre essa equação é correta quando falamos dos suplementos. Fernanda Roberta Redondo, mestre em Educação Física pela USP, lembra que “o anabolizante é um derivado sintético da testosterona, o hormônio masculino”. A substância, em tese, só poder ser receitada por um médico e tem a venda controlada. Pessoas que não precisam, não devem tomar. “É usado como reposição, como no tratamentos de pessoas acamadas e que tiveram perda muscular”, diz Fernanda. No entanto, o anabolizante não ficou restrito a este círculo, sendo usado por atletas – como Ben Johnson, na década de 1980 – e agora por usuários de academia. Um estudo conduzido pela Universidade Federal de Goiás mostra que os usuários de anabolizantes são em sua maioria jovens entre 18 e 26 anos e conhecem o recurso para aumentar os músculos por meio de instrutores de academia e amigos. “A gente vê muito o uso para fins estéticos e isso traz vários efeitos colaterais”, lembra a pesquisadora. “No homem causa atrofia de testículo, aumento do colesterol ruim e hipertrofia cardíaca”. No estudo realizado em Goiás, a principal reclamação, por outro lado, era o aumento de cravos e espinhas. Cátia Boeira Severo, professora da PUC do Rio Grande do Sul, ainda acrescenta outros problemas para o uso de anabolizantes, cujas doses ultrapassam em muito as recomendadas pelos médicos: “Com o uso excessivo de hormônio existe uma inibição da produção endógena de testosterona e a redução da produção de espermatozóides, podendo levar à esterilidade”. Algumas dessas alterações, dependendo o tempo de uso, são irreversíveis. Fernanda lembra que a criação de uma placa de gordura, por exemplo, não desaparece se a pessoa parar de usar o hormônio. Os suplementos alimentares, aqueles que vemos em lojas específicas e em farmácias naqueles potes imensos, são bem diferentes dos anabolizantes. “Anabolizante não é igual a suplemento alimentar, apesar de algumas pessoas usarem esta terminologia para os esteróides anabolizantes. Os suplementos são substâncias não hormonais, compostas por carboidratos, aminoácidos ou proteínas, vitaminas, sais minerais, separadas ou em associação”, fala Cátia. Os suplementos costumam ter algumas das vitaminas (A, C, complexo B, etc.), minerais (ferro, cálcio e zinco.), ervas (ginseng e guaraná em pó) entre outras substâncias. Atletas devem tomar cuidado especial, uma vez que alguns itens das fórmulas são proibidos em competições internacionais. A semelhança entre o anabolizante e os suplementos é que ambos só devem ser usados após recomendação médica. “Os atletas usam para repor perdas de nutrientes. Se você não tem nada faltando, então não faz sentido usar um suplemento”, explica Fernanda. O uso inadequado dos suplementos também traz efeitos colaterais. O aumento do sono é o mais notado de todos, mas problemas intestinais, renais e hepáticos também são frequentes. O problema afeta parcela significativa da população, já que, segundo a Unifesp, 62% dos jovens usuários de academia em São Paulo usam a suplementação e 80% sem qualquer recomendação profissional. Outro estudo, conduzido pela USP, demonstrou que duas, entre 43 pessoas, souberam indicar corretamente a finalidade do produto que consumiam. È claro que se você tiver um amigo fortão, isso não significa que ele esteja tomando hormônios ou suplementos alimentares. “Fisicamente é impossível saber se a pessoa usa anabolizante. O treinamento pode aumentar a massa muscular? Pode. O fisiculturista é certeza que usa ou já usou. Mas a maioria da população usa”, conclui Fernanda.
PARA REFLETIR DRUMMOND... “Cortar o tempo..."
Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente. Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

ESPAÇO ARTEFÍSICA A TODO VAPOR NESTE FIM DE ANO
A Academia Espaço Artefísica está movimentadíssima neste final de ano. A Mostra de Saúde e beleza que começou nesta segunda-feira passada e vai até sexta-feira, tem atraído um grande número de pessoas para apreciarem os artezanatos, cosméticos e usufruirem de massagens terapêuticas, dentre outras atrações. Não obstante ao evento, as aulas de musculação continuam prestigiadas, assim como as aulas para os alunos da Terceira Idade, que através de atividades recreativas e divertidas, melhoram o condicionamento físico e consequentemente a saúde, lhes permitindo obter uma melhor qualidade de vida. Abaixo algumas fotos desta quarta-feira, dia 9 de dezembro:
MOSTRA DE SAÚDE E BELEZA
A MUSCULAÇÃO
A AULA DA TERCEIRA IDADE

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

DIFERENÇAS NO FITNESS CARIOCA E PAULISTA
Fonte: Minha Vida Paulista treina para emagrecer e carioca sonha em ficar gostosa. Enquanto uma sonha em definir a barriga, a outra faz tudo pelo bumbum durinho. A praia à disposição das cariocas não é só motivo de inveja para as paulistas. A benesse da natureza também rende algumas preocupações extras, que se refletem na academia. "Já treinei no Rio de Janeiro, as exigências lá são, de fato, diferentes", afirma Patrícia Rocha, gerente da academia Runner do bairro de Moema em São Paulo. O mar e o clima mais quente acabam fazendo com que o corpo das cariocas seja mais exposto durante todo o ano (seja nos biquínis, seja nas roupas mais curtas e com a barriga de fora). Resultado: acrobacias na agenda para fazer caber um treino que vá além do condicionamento. Abaixo, você confere as principais diferenças entre os treinos de São Paulo e do Rio de Janeiro.
Foco no bumbum
Segundo Patrícia Rocha, as mulheres de São Paulo trabalham todos os músculos de forma homogênea. Mas, no Rio, as aulas pegam forte no bumbum. "Na localizada, os exercícios são pesados, para aumento de massa, como se fosse musculação", afirma Patrícia.
Variação de carga
Quando você coloca mais pesos, a tendência é haver aumento de massa muscular. Já o maior número de repetições leva à definição dos músculos. No Rio, as aulas que usam pesos tendem a usar cargas mais pesadas.
Aeróbios
Suar correndo, pulando ou pedalando é mania de paulista. As aulas de exercícios aeróbios fazem sucesso e são disputadas com senhas em São Paulo. No Rio de Janeiro, por outro lado, fazem sucesso e são mito concorridas as aulas de abdominais e os treinos localizados, em geral (com várias repetições para trabalho de bumbum).
Aulas zen
Yoga, pilates e alongamento são algumas das aulas mais requisitadas pelas paulistas. Enquanto isso, as cariocas abrem um bocejo só de pensar nelas. As paulistas gostam muito das aulas de corrida e das práticas zen. Acho que é uma estratégia para rebater o estresse do dia-a-dia , afirma a especialista.
Paulista de frente, carioca de costas
O bumbum é o alvo da malhação entre as cariocas. Os treinos de musculação e a maioria dos exercícios das aulas de localizada são voltados para definir os glúteos. Já as paulistas fazem o que podem para definir a barriga, desde séries intermináveis de abdominais até exercícios que exigem coordenação respiratória máxima, como yoga e pilates.
Duração do treino
Aqui, um ponto em comum: tanto paulistas quanto cariocas passam, em média, duas horas na academia. Talvez a fama de ratas de academia, entre as mulheres do Rio, venha da freqüência de visitas a academia (mais de três vezes por semana, média de São Paulo).
Emagrecer ou ficar gostosa
Emagrecer, emagrecer e emagrecer: é só pensando nisso que as paulistas correm para a academia, faça chuva ou faça sol. Enquanto isso, as cariocas sentem arrepios só de pensar em serem chamadas de magras. No Rio de Janeiro, o negócio é ganhar massa muscular e ficar gostosa no biquíni.
Treinos mais ágeis
A mudança de treino, em geral, acontece mais rapidamente no Rio de Janeiro. Como a freqüência e a assiduidade são maiores, a mudanças nas séries acontece num intervalo de tempo menor, reduzindo a monotonia , afirma Patrícia. Além disso, o convívio mais intenso com o pessoal da academia aumenta as cobranças estéticas.
COMEÇOU A MOSTRA DE BELEZA E SAÚDE DO ESPAÇO ARTEFÍSICA
Zenildo Oliveira mostrando sua técnica em uma voluntária Visual da Mostra
A artista Márcia e seus trabalhos artesanais
Os cosméticos expostos
A Mostra de Saúde e Beleza 2009, promovida pela Academia Espaço Artefísica, começou hoje com atrações de artesanato, cosméticos e massagens terapêuticas realizadas pelo expert no assunto, Zenildo Oliveira, proprietário da Raio de Luz.
Nesse primeiro dia, o evento contou ainda com exposições de artesanato da aluna Márcia e de cosméticos da, também aluna, Ione.
Várias atrações estão previstas para acontecer nos próximos dias. A Mostra acontecerá até a próxima sexta-feira, dia 11. Vale a conferida.

domingo, 6 de dezembro de 2009

TERCEIRA IDADE DE CAMPOS PERDE SUA GRANDE LIDERANÇA
Sr. José da Cruz - O representante da Terceira Idade em Campos
Sr. José da Cruz (segundo da esquerda para direita) num dos muitos eventos que liderou
Faleceu nesta noite o Sr. José da Cruz, o grande líder da Terceira Idade organizada de Campos. "Seu Zé", como era chamado por todos era verdadeiramente um grande líder. Nem movimento da Terceira Idade em Campos acontecia sem a sua presença, sempre festejada. Sua capacidade de organização era uma de suas grandes marcas.
Dentre muitas as atividades desempenhadas pelo Sr. José da Cruz, podemos citar: a Presidencia da ASCAPEN - Associação dos Aposentados e Pensionistas de Campos, a organização de diversos Grupos de Convivência da Terceira Idade em nossa Cidade e até na Argentina (salvo engano meu), membro do Conselho Municipal da Terceira Idade, atuando de forma sempre muito ativa, liderou muitos eventos relacionados a Terceira Idade em Campos, como gincanas, caminhadas, bailes, etc. "Seu Zé" era um daqueles idosos em que a idade não lhe fez perder o entusiasmo pela causa da Terceira Idade.
Por todo seu entusiasmo, liderança e idealismo, foi condecorado com o título de REPRESENTANTE DA TERCEIRA IDADE DE CAMPOS, fato que muito lhe honrou. Tinha em sua esposa Dona Maria, sua grande companheira e amiga, em seu filho José Luís, diretor da UFF-Campos, um grande carinho e muito orgulho, assim como pelos netos e bisneto.
A Dona Maria, filhos, netos e bisneto e a toda Terceira Idade de Campos meu profundo pesar pela passagem deste Grande Homem - Sr. JOSÉ DA CRUZ

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

MOSTRA DE SAÚDE E BELEZA DO ESPAÇO ARTEFÍSICA JÁ SE CONFIGURA EM SUCESSO!
A Mostra de Saúde e Beleza, que será promovida pela Academia Espaço Artefísica, já se configura num sucesso tamanho é o número de pessoas que todos os dias matém contato com a Academia, no intuito de expor serviçcos e produtos. Este é um daqueles eventos que surgiu do "nada", ou melhor da solicitação de duas alunas para expor seus serviços e produtos nesta época natalina, do espaço físico da Academia. Uma solicitação, diga-se de passagem, aceita de imediata. No entanto, com um certo feeling para eventos, visualizamos algo mais expressivo. Daí, convidamos outras pessoas e diversificamos o acontecimento. Desde então, estamos sendo contactados por inúmeras pessoas que se interessaram em participar deste evento. Um evento que seria apenas uma pequena mostra de produtos e serviços de alunos cresceu. Hoje já está bastante diversificada. Constam de sua programação atrações como: atividades físicas, maquiagem, produtos estéticos, artezanatos, massagens terapêuticas, roupas esportivas, avaliações corporais de peso ideal, decoração, poesia (leia-se o grande poeta Artur Gomes), apresentações de ciclismo e outras. Acreditamos ser este um evento inédito em Academias de Ginástica de Campos, e já temos a certeza do sucesso do evento. Os convites estão sendo distribuídos pelos alunos e professores do Espaço Artefísica, tendo já a confirmação dos Grupos de Terceira Idade: Ascapen, Finazinha Queiroz e UNITI, além de muitas outras Entidades. Vale a pena a sua conferida. A entrada é gratuita.
PAIXÃO NACIONAL...
FILA JÁ TEM 1,5 Km e RUBRO-NEGROS VIRAM A NOITE SONHANDO COM UM INGRESSO
Thiago Lavinas - Rio de Janeiro Paola Cristina e o filho Johnny, de 11 meses: desconforto é o que menos importa na fila Esperança e bom humor. Para superar o desgaste físico na luta por um ingresso para o jogo decisivo contra o Grêmio, no Maracanã, os torcedores do Flamengo viram a noite em uma fila que por volta das 22h30 já tinha cerca de 1,5km de extensão. Ela começava na bilheteria 8 do estádio e chegava à estátua do Bellini, na avenida Maracanã. A partir das 7h da manhã desta quarta-feira começa a venda de cerda de cinco mil ingressos devolvidos pelo Grêmio da carga de oito mil referente aos 10% para visitantes, percentual previsto no regulamento do Campeonato Brasileiro. Os primeiros torcedores chegaram ao Maracanã na manhã de segunda-feira. Aos poucos foram vendo a fila crescer, crescer... e a confusão aumentar. A Polícia Militar teve que ser chamada para controlar a situação e tentar organizar a fila. Os amigos Felipe Cabral, de 18 anos, Flávio Ferreira, 27, e Marcelo Delfino, 25, acamparam no Maracanã às 8h da manhã desta terça-feira. Levaram um isopor com quatro caixas de cerveja, muito gelo, biscoitos e cadeiras para sentar. O baralho ajuda um pouco a passar o tempo. Para o jantar, já sabem o que fazer. - Combinamos aqui com outras pessoas da fila e vamos pedir uma pizza. Hoje tem aquela promoção que pede uma e ganha a outra. Vamos dar o endereço do prédio do outro lado da rua e ir lá buscar. Acho que vão ser umas oito pizzas grandes - disse Felipe. Baralho e isopor com cerveja e refrigerante: vale tudo para ver de perto o sonho do hexa brasileiro O comerciante Rodrigo Rodrigues estava com o amigo Matheus Casagrande um pouco mais atrás do grupo. Na esperança de conseguir um ingresso fez algo meio surreal. Foi contar quantas pessoas tinha à sua frente. - Eu calculei que são umas três mil pessoas. Não sei se vou conseguir ingresso já que cada um pode comprar duas entradas. Mas estou na esperança. Algumas pessoas estão desistindo e a fila está andando - disse. Paola Cristina, de 28 anos, vestiu uma camisa do Flamengo no filho Johnny, de 11 meses, encheu a mochila com leite, água, café, biscoito, pegou uma coberta e não teve dúvidas. Também entrou na fila. - Quero levar o meu filho para o jogo. Só sei que ele vai ter muita história para contar quando crescer - disse. Jonnhy estava lá, divertindo-se com a situação. Longe dali, mais perto da bilheteria 8, onde vão ser vendidos os ingressos, um grupo de torcedores arrumou uma bola e brincava no fim da rampa da Uerj. A partida estava animada. - Temos que passar o tempo. Já estamos aqui na fila há mais de um dia - disse o estudante Antônio Carlos, de 20 anos. A venda de ingressos seria realizada apenas na quinta-feira, mas, por questões de segurança, ela foi antecipada a pedido da Polícia Militar. Afinal, o Fluminense disputa a final da Sul-Americana nesta quarta-feira à noite e o encontro entre torcedores do Flamengo e tricolores poderia gerar maiores problemas. Por conta disso, a CBF liberou a venda antecipada. Na nova carga, há apenas ingressos de arquibancadas e cadeiras comuns. Cada torcedor só poderá comprar dois bilhetes.
EXPECTATIVA DE VIDA
A esperança de vida do brasileiro chega a 72,86 anos, segundo levantamento do IBGE. O Brasil está melhor para se viver e, ao mesmo tempo, está envelhecendo rapidamente. A projeção é de que até 2050 a população atinja os 81,29 anos. A idade mediana da população também está aumentando. Em 1980, era de 20,20 anos. Em 2050, alcançará os 46,20 anos. Conta essa evolução para o tempo de aposentadoria, ou seja: quanto maior a expectativa de vida, mais tempo de serviço será exigido do trabalhador. Na década de 40, dificilmente um brasileiro passaria dos 50 anos. A esperança de vida ao nascer naquela época era de 45,5 anos. Quase 70 anos depois, os avanços da medicina e as melhores condições de vida fizeram o índice saltar mais de 27 anos. Em 1998, se vivia em média 69,66 anos. Já em 2008, as mulheres viviam 76,71 e os homens 69,11 anos.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

FRASES...
ESSAS SÃO DO CHICO ANÍSIO
"Essa história de desemprego é conversa de quem não tem o que fazer". "Os cidadãos tem medo do futuro. Os políticos tem medo do passado".
SUSPENSÃO DE AULAS DIMINUIU CONTÁGIO DA NOVA GRIPE EM 21,5%, DIZ PESQUISA
Fonte: G1 As medidas de fechamento das escolas no início da epidemia da nova gripe levantou polêmica e foi criticada por muitos pois não se conhecia sua eficácia em termos matemáticos. Porém, uma pesquisa mostra que isso significou uma diminuição de 21% na transmissão nos países europeus. A hipótese por trás da decisão de decretar feriado escolar prolongado é a de que ao se manter as crianças afastadas, a velocidade de transmissão da doença será diminuída.A aplicação de medidas de restrição coletivas como o fechamento de escolas e restrição de atividades públicas é orientada pelos efeitos dessas medidas nas epidemias passadas e a cada vez a gritaria popular é a mesma. Um trabalho publicado na revista "BMC Infectiuos Diseases", uma revista médica de acesso aberto, na Internet, apresenta os resultados da avaliação dessas medidas na Europa na atual pandemia de gripe. Coleta de dados Um time de especialistas da Universidade de Antuérpia, na Bélgica, coletou os dados da disseminação da infecção pelo Influenza A (H1N1) em oito países. A partir desses dados, os cientistas aplicaram modelos matemáticos de dispersão da doença e os estudaram dia-a-dia durante o período de maior numero de casos da gripe. As crianças representam, durante um surto infeccioso, uma importante fonte de disseminação de uma infecção. As crianças menores, em especial, que tendem a manter contatos mais próximos em suas brincadeiras, permitindo a transmissão do vírus.Da próxima vez, antes de criticar uma decisão de saúde pública, pense no efeito positivo que possa resultar disso, apesar dos transtornos e dificuldades em se manter os pequenos em casa.

sábado, 28 de novembro de 2009

ARTE, CULTURA E LAZER NO ESPAÇO ARTEFÍSICA!
Desde a sua fundação, em 28 de junho de 1986, a Academia Artefísica teve como propósito ser um local onde não só imperasse a atividade física formal, mas também, que nela fosse formatado um espaço para a cultura, o entretenimento e o lazer. Ao longo desses anos, sob nossa administração (sem gabolice, como diz o Xacal), realizamos aproximadamente uma centena de eventos em diversas áreas, podendo citar alguns mais expressivos, como: as 16 Corridas Rústicas Artefísica, as inúmeras caminhadas, alguns ciclos de palestras com especialistas em diversos temas, diversos passeios para os mais variados locais, festas públicas (Fest Pelinca, por exemplo), gincanas culturais, poesia, 7 torneios de Futevolei Artefísica (evento pioneiro em Campos), 1º Torneio de Frescobol realizado dentro da cidade (evento também pioneiro, realizado na Av. Pelinca), passeios ciclísticos, campeonato de flexão de braços, maratona de ginástica, campeonato de supino, aulões de diversas atividades físicas ministrados por professores renomados de outros centros, seminários e cursos em várias áreas da Educação Física (formal e informal), só para citar alguns que veio na minha, não tão boa, memória neste momento. Mas, podem estarem certos que muitos outros eventos foram realizados. A Academia Artefísica, agora com a denominação de Espaço Artefísica Entretenimento e Fitness, nesta sua nova etapa, ainda sem completar 3 meses, já promoveu diversos eventos, todos públicos e gratuitos para os participantes, uma prática que faz parte de nosso ideal. Do dia 7 ao dia 11 de dezembro, numa iniciativa sugerida por alguns alunos e, formatado de forma audaciosa por nós, iremos promover uma "MOSTRA DE SAÚDE E BELEZA", um evento também aberto ao público e gratuito, que se configura num misto de saúde, beleza, cultura e arte. Várias atrações estão previstas para acontecer neste evento: apresentações de diversas atividades físicas, exposição de cosméticos e artezanato, demonstração de destreza de ciclistas, técnicas de massagem, cálculo do peso ideal, maquiagem instantânea e a performance do nosso grande poeta Arthur Gomes, um conterrâneo que, no momento, se encontra em um outro Estado (São Paulo) divulgando seu trabalho e seu talento. O Espaço Artefísica convida a todos a prestigiarem este acontecimento inédito dentro de uma Academia de Ginástica. Tenho absoluta certeza que será do agrado de todos. Nos vemos lá!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

PARTICIPE DA CORRIDA E CAMINHADA PELA DOAÇÃO DE MEDULA ÓSSEA!
Quem quiser testar o fôlego numa competição de corrida e ao mesmo tempo realizar um gesto de solidariedade tem um ótimo programa no dia 13 de dezembro. Estão abertas as inscrições para a 1ª Corrida e Caminhada Com Você, Pela Vida – Doe Medula Óssea, promovida pela Fundação do Câncer, que será realizada no dia 13 de dezembro, domingo, no Aterro do Flamengo. A renda obtida será revertida para projetos do Instituto Nacional de Câncer (Inca). A taxa de inscrição é de R$ 50, e o participante recebe um kit de corrida com sacola, camiseta e boné. Todos que finalizarem o percurso, correndo ou caminhando, receberão medalha de participação. A expectativa é reunir cerca de dois mil atletas. O HemoRio estará no local com sua unidade móvel para fazer a captação de doadores. Quem quiser participar como voluntário nas atividades de cadastramento de doadores, no dia do evento, pode contatar o Laboratório de Histocompatibilidade da UERJ (HLA) e falar com Mônica (tels.: 2587-8169/ 2587-6484 ou e-mail uerjsolidaria@yahoo.com.br). De acordo com Jorge Alexandre S. Cruz, superintendente da Fundação do Câncer, o objetivo do evento é estimular a conscientização das pessoas para a importância da doação de medula óssea. “Acreditamos que é possível salvar vidas com pequenos gestos e ações. Ser doador de medula óssea é uma dessas (ações). Por isso, trabalhamos para difundir informações, aumentando o engajamento das pessoas pela nossa causa, que é a prevenção e o controle do câncer”, afirma.
Lei Pietro
Sancionada em abril, a Lei Pietro instituiu a Semana de Mobilização Nacional para Doação de Medula Óssea entre os dias 14 e 21 de dezembro. Neste período, serão desenvolvidas por todo o país diversas atividades de esclarecimento e de incentivo à captação de doadores. Pietro era filho do deputado gaúcho Beto Albuquerque (PSB) e morreu após lutar, por 14 meses, contra uma leucemia mielóide aguda. Infelizmente, os transplantes foram realizados cerca de um ano depois do diagnóstico, quando o jovem já se encontrava bastante debilitado pelos efeitos da doença.
Doação de medula no Brasil
O Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME) possui 1,2 milhão de cadastrados, mas é necessário aumentar esse número. Isso porque somente 25% dos pacientes que precisam de transplante encontram um doador na família, enquanto os outros 75% precisam recorrer aos registros de doadores voluntários. Até setembro deste ano, 99 transplantes com doador voluntário aconteceram pelo REDOME. Mas cerca de 1200 pacientes ainda estão em busca de um doador. Para se tornar um doador, é preciso procurar o hemocentro da cidade, onde será coletada uma pequena quantidade de sangue (5ml) e preenchido um formulário com dados cadastrais. Qualquer pessoa, com idade entre 18 e 55 anos e que não tenha doença infecciosa transmissível pelo sangue, pode se cadastrar. Se for verificada compatibilidade com algum paciente, o doador é, então, convocado para fazer testes confirmatórios e realizar a doação. O transplante de medula óssea é um tratamento indicado para pessoas com doenças do sangue, como leucemias, linfomas e alguns tipos de anemias. Os interessados em doar podem obter mais informações no site do Inca – http://www.inca.gov.br/ – ou pelo telefone (21) 2506-6064. Sobre a Fundação do Câncer Criada em 1991 para dar suporte ao Inca, a Fundação do Câncer é uma entidade filantrópica de direito privado, que presta assistência social e é dotada de autonomia patrimonial, administrativa e financeira. Como entidade sem fins lucrativos, sua atuação consiste no aporte de recursos para prevenção e controle da doença no país. Para isso, trabalha na captação financeira junto a pessoas físicas e jurídicas por meio de doações, convênios e contratos de patrocínio. Além disso, é gestora de diversos projetos de atenção ao câncer e presta serviços nas áreas de pesquisa, ensino e desenvolvimento institucional, científico e tecnológico. No que tange à captação de doadores de medula óssea, a Fundação do Câncer realiza diversos projetos. Destacam-se: a expansão da Rede Brasileira de Bancos de Sangue de Cordão Umbilical e Placentários (Rede BrasilCord); a busca internacional de doadores não-aparentados; e o apoio ao Programa de Captação de Doadores de Medula Óssea do Inca.
Serviço
Data da corrida: 13 de dezembro (domingo) Horário: 8h30 Número de participantes previstos: 2.000 Local: Aterro do Flamengo – largada na altura do Porcão Rio’s Distância: 6 km Taxa de inscrição: R$ 50. O kit de corrida (sacola, boné e camiseta) e medalha no término do percurso está incluído no valor da inscrição. Inscrições pela internet: http://www.comvocepelavida.org.br/ Telefones: (21) 2223-2772 ou (21) 7840-7538 Postos de inscrições:Lojas Físico e FormaNorte Shopping – loja 201Norte Shopping – Piso G – loja 3003Barra Shopping – Loja 117 - A

terça-feira, 24 de novembro de 2009

"ATO MÉDICO" CRIA POLÊMICA ENTRE PROFISSIONAIS DA SAÚDE
Fonte: Folha Online Médicos e outras categorias da área da saúde vêm travando uma queda-de-braço desde o último dia 21 de outubro, quando a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei conhecido por "ato médico" e que agora tramita no Senado. Pelo projeto, apenas médicos estão autorizados a diagnosticar doenças e prescrever tratamentos. As outras 13 categorias da área da saúde, não. Fisioterapeutas, biomédicos, enfermeiros e psicólogos, entre outros, afirmam que perderão sua autonomia de atuação caso o projeto seja aprovado e sancionado pelo presidente Lula. A versão é rebatida pelo CFM (Conselho Federal de Medicina). O órgão alega que a lei preencherá uma lacuna ao regulamentar o exercício da medicina, definindo os atos privativos dos médicos e resguardando as competências específicas das 13 profissões. No entanto, para Gil Almeida, presidente do Conselho de Fisioterapia do Estado de São Paulo e integrante do movimento "Ato Médico Não", esse "resguardo" é vago e vai gerar discussão na Justiça. Ele afirma que a lei proposta engessará o desenvolvimento das profissões e poderá dificultar o acesso à saúde caso seja instituída uma triagem médica.Pesquisadores da área da saúde pública entendem que é legítimo o projeto definir as competências exclusivas dos médicos, mas veem corporativismo. "Para os idosos, os doentes crônicos, é impossível a gente pensar em cuidado integral sem a colaboração de uma equipe multidisciplinar", diz Lígia Bahia, professora de saúde pública da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Na avaliação de Luís Eugênio Fernandes de Souza, professor do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia, as disputas são legítimas, mas o que está em jogo é uma reserva de mercado. Ele diz que não é interesse da sociedade nem viável economicamente a definição estrita de atribuições para cada profissão. "Temos uma série de programas de saúde pública, como o da hanseníase, para os quais existem protocolos bem definidos em que outros profissionais da saúde podem fazer, inclusive, a prescrição de medicamentos. Se o projeto proíbe isso, vai criar um obstáculo. E os pacientes de cidades que não têm médico? Deixarão de ser atendidos?", questiona. Souza lembra que há uma má distribuição de médicos no país. "No interior da Bahia, tem prefeitura que precisa de médico, oferece salário de R$ 17 mil e não encontra profissional. "Na opinião do desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo Erickson Gavazza Marques, a prioridade deve ser sempre o atendimento à pessoa. "Nosso objetivo não é ser guardião de profissão nenhuma. Se o médico não é capaz de prestar determinado serviço, não há razão para que outros profissionais não possam prestar a assistência desde que isso esteja bem regulamentado. "Falsa polêmica" Segundo o presidente do CFM, Roberto dÁvila, "no mundo todo", o que caracteriza a profissão médica é o diagnóstico e o tratamento de doenças. "É só isso que queremos garantir. Está no senso comum, na história da medicina. O resto é falsa polêmica. Não há nada de corporativismo. "Ele diz que em relação aos programas de saúde que envolvam doenças crônicas em que enfermeiros prescrevem remédios, por exemplo, nada vai mudar. "O paciente só precisa fazer o diagnóstico e receber a primeira receita do médico."Ávila afirma que há gestores públicos que vêm delegando competências médicas a outros profissionais para baratear o custo da saúde. "Há equipes de saúde sem médicos, onde enfermeiros e outros profissionais estão fazendo diagnósticos, prescrevendo. Isso é inaceitável. Lutamos por equipes completas, multidisciplinares, onde cada um tenha sua função específica", diz ele.
TERCEIRA IDADE
O professor de Educação Física Acácio Tolentino afirmou que é possível recuperar na velhice anos perdidos por falta de atividade física. Pós-graduado em reabilitação cardíaca e grupos especiais, Tolentino se especializou em atender a pessoas com mais de 50 anos de idade. Com a experiência de quem já ajudou um bancário aposentado, sedentário por mais de 30 anos, a completar a Corrida de São Silvestre, e treinou pessoas com mais de 90 anos, ele garante que qualquer um pode e deve fazer exercícios. "Independentemente da idade, qualquer pessoa pode fazer atividade física. Basta adequar o exercício à idade e às particularidades fisiológicas de cada um. Para isso, o ideal é procurar um profissional que saiba ajustar o exercício às dificuldades pessoais", disse Tolentino. Benefícios em qualquer idadeSegundo o professor, pesquisa recente revelou que pessoas que começaram a praticar exercícios aos 90 anos de idade obtiveram benefícios semelhantes a outras mais jovens. Ele explicou que isso ocorre porque, grosso modo, a capacidade do organismo de um idoso sedentário se beneficiar da prática esportiva é comparativamente maior que a de um adolescente que já faz alguma atividade física ou tem uma vida social intensa. "Quanto mais sedentário ou destreinado um indivíduo estiver, mas benefícios ele pode ter, já que qualquer coisa que ele fizer, desde que bem orientado, resultará em uma melhora da frequência cardíaca, vai trabalhar o músculo e por aí vai", garantiu. Benefícios para os idosos Além disso, o professor sustenta que no caso de idosos, os benefícios da atividade física vão além dos observados em pessoas mais jovens. Segundo Tolentino, além da sensação de bem-estar, o ganho de força muscular e flexibilidade podem contribuir para que os mais velhos vivam com maior segurança e autonomia. "Hoje, por causa da ociosidade, muita gente chega à velhice com a capacidade funcional reduzida. Muitos acabam adquirindo doenças crônico-degenerativas que podiam ser evitadas, como diabetes ou hipertensão. Com as limitações, os idosos passam inclusive a ficar mais vulneráveis a quedas", explica o professor. "Com a atividade física, a pessoa tem uma melhora das funções necessárias à vida diária, seja para subir escadas ou até mesmo para caminhar. O trabalho com o idoso também é muito eficiente para corrigir problemas posturais". Orientação médica Como para qualquer um que queira começar a se exercitar, Tolentino recomenda que primeiro é necessário procurar um médico e fazer um exame cardiológico. No caso dos atletas da terceira idade, o professor também aconselha a consulta a um ortopedista, já que doenças como osteoporose ou artrite podem exigir cuidados extras. Na hora de escolher a academia ou um professor particular, deve ser dada preferência a profissionais especializados no atendimento a grupos especiais. Para quem não pode ou não quer gastar dinheiro, a dica é procurar um espaço público reservado à prática de atividades físicas. Onde eles não existirem, cabe lembrar que o Estatuto de Idoso, que hoje está completa seis anos, estabelece que é obrigação do Estado e da sociedade assegurar aos idosos a prática de esportes e diversão. Oportunidades de se exercitar De acordo com Acácio Tolentino, nos últimos anos, não só a iniciativa privada, mas também os governos começaram a criar oportunidades para que os mais velhos possam se exercitar. Para ele, o que ainda não há em quantidade apropriada são profissionais habilitados a trabalhar com esse público. "Embora já tenha melhorado muito em comparação a alguns anos, a situação ainda é precária [para quem não pode pagar profissionais qualificados] se pensarmos no número de idosos existentes. E também não adianta ter uma academia se não há ninguém para orientar. Acredito que falta os governos contratarem mais professores de educação física para trabalhar nos espaços públicos que estão sendo criados. Senão é como inaugurar um hospital sem ter médicos", acrescentou. Por Alex Rodrigues
NÃO É EXAGERO DIZER QUE ATIVIDADE FÍSICA VICIA
O "barato" do atleta é comum entre aqueles que fazem atividades prolongadas, como é o caso dos corredores de longa distância, e é descrito como uma sensação de euforia, bem estar, e alteração da percepção do tempo e espaço. Essas sensações não costumam ser descritas entre os atletas de atividades de curta duração como os velocistas e em esportes que exigem frequente mudança da demanda de força e ritmo da atividade, como é o caso do futebol, basquete, tênis, etc. Curiosamente, não há descrição na literatura desse "barato" entre nadadores, apesar da natação ser um esporte com ritmo regular e repetitivo como a corrida. Já existem evidências apontando que a corrida é especialmente associada a essa sensação de prazer, em parte por causa dos repetidos traumas na pele que promovem a liberação de substâncias que agem tanto no sistema nervoso central como no periférico. Até a década de 60, acreditava-se que o "barato" do atleta era decorrente do aumento dos níveis de catecolaminas, substâncias da linha da adrenalina. Com a descoberta da endorfina, que é como se fosse um tipo de morfina produzida pelo próprio corpo, passou-se a acreditar que todo o "barato" do atleta podia ser explicado pelo aumento dos níveis de endorfina no sangue, criando-se então um mito popular sem comprovações científicas. No ano de 2003, foi demonstrado que o exercício físico é capaz de ativar o sistema endocanabinóide e isso transformou radicalmente o entendimento do "barato" do atleta. Esse sistema é composto de receptores chamados de canabnóides, e estão distribuídos não só no cérebro e nervos periféricos, mas também no pulmão, na pele e nos músculos. No cérebro, seu efeito maior é o de inibição da atividade dos neurônios e a anandamida é o neurotransmissor que se liga aos receptores canabnóides do cérebro mais estudado. São nesses receptores que age o princípio ativo da maconha (tetrahidrocanabinol), e os efeitos são bem semelhantes aos da anandamida. Já é bem reconhecido que a ativação do sistema endocanabinóide estimula o sistema de recompensa cerebral, que é ativado toda vez que fazemos algo que dá prazer e sinaliza ao cérebro que vale a pena repetir a experiência quando esta é prazerosa. A relação entre esses dois sistemas sugere que os endocanabinóides são fortes candidatos para explicar o vício em exercício físico que algumas pessoas desenvolvem. Nesse contexto, vício significa que ficar alguns dias sem atividade física pode levar a sintomas como ansiedade e alterações de humor, e isso pode acontecer mesmo entre as pessoas que praticam atividade física sem exageros, sem compulsão. Nos casos de comportamento compulsivo, o vício na atividade física passa a ser algo negativo, pois começa a comprometer outras dimensões da vida, como por exemplo, o convívio com a família. Felizmente, na grande maioria das vezes, esse vício é um grande aliado da saúde física e mental. Por Ricardo Teixeira (Doutor em Neurologia pela Unicamp)

sábado, 14 de novembro de 2009

PORTUGUÊS CLARO...
Crítica lusitana ao filme Brokeback Mountain.
Crítica publicada no Diário de Lisboa sobre o filme "Traseira Rompida na Montanha", pelo afamado e duro José Carlos D'Almeida. Leiam, é peça rara: "Estão a dar cabo do nosso imaginário infantil... Querem ver que o Trinitá, o Clint Eastwood e o John Wayne também eram rabetas (1)...??? Para quem não viu o filme, eu trato já de resumir: tudo é sobre dois cowboys que um dia descobrem que são rabetas! E conversa puxa conversa, quando dão por eles já se estão a escavacar um ao outro. Desenvolvendo, estes dois cowboys, vão para a montanha pastar ovelhas; depois, começa a nevar e tal, e os gajos (2)estão lá sozinhos e isolados e vem um: Ah, e tal... Tá frio, não tá?!E o outro: Ah, e tal...", pois está a cair aquela nevezinha molha-parvos (3), que é assim fraquinha, mas é bem fria... Bom, começam com esta conversa meteorológica e - pumba!, quando dão por eles, já estão a canibalizar-se... Daí o nome do filme Brokeback Mountain, que em bom português seria algo como: "Traseira Rompida na Montanha". Ora, pergunto eu, não havia mais nada para achincalhar?! Os cowboys?!Isto são gajos que são suposto serem duros. Será que querem dizer que os cowboys quando estão lá a conduzir o gado e a gritar e a assobiar, é treino para gemerem melhor logo a noite? Ou quando andam nos rodeios aos saltos em cima de touros bravos? É para tonificar as nádegas? Eu fartava-me de brincar aos cowboys quando era puto (4) e agora vem estes gajos e destroem o futuro de bilhões de crianças que estão por nascer que, a partir de agora, não vão querer brincar aos cowboys porque isso é brincadeira de limpa-fundos (e eu não estou a falar de peixinhos de aquário aqui). Estou destroçado! Abaixo os western-gay!!!" Notas de tradução: (1) Rabetas = Homossexuais (2) Gajos = Caras (3) Parvos = Otários (4) Puto = Guri, garoto
IMAGENS DO INCENDIO EM LOJA NO CENTRO NESTA MANHÃ
Não se tem noticias de vítimas. As fotos são do Fabiano Sepé.
TERCEIRA IDADE: QUAL É A SUA IDADE?

Conceitos dos diferentes tipos de idade: 1- Cronológica ou calendária - Ordenada de acordo com a idade do nascimento. 2- Biológica - Corresponde a idade que o organismo demonstra com base na condição biológica dos seus tecidos comparados com padrões; depende dos processos de maturação biológica e de fatores exógenos. 3 - Psicológica - Corresponde à idade da capacidade de adaptação às reações e à auto imagem dos indivíduos. 4 - Social - É determinada pela estrutura das sociedades. 5 - Funcional - Corresponde á idade que tenta relacionar as diferentes idades. Classificação Gerontológica - OMS Idade Adulta Jovem ou Juvenil - 15 à 30 anos Idade Madura - 31 à 45 anos Idade de Mudança ou Média ou Involução ou Envelhecimento - 46 à 60 anosIdade do Homem mais velho - 61 à 75 anos Idade do homem velho - 76 à 90 anos

Idade do homem muito velho - mais de 90 anos. Classificação das Faixas Etárias para Atividade Física e Esportiva(Classificação - WINTER, 1977) Adulta Precoce - 18 aos 30 anos - Relativa manutenção da capacidade esportiva-motora. No indivíduo treinado é a idade dos desempenhos máximos (exceção para esportes como a natação e ginástica) no indivíduo não treinado ocorre diminuição da velocidade. Adulta Média - 30 aos 45 anos - Diminuição do desempenho esportivo, principalmente no aspecto coordenação e ainda na velocidade e resistência. A força ainda se preserva. No indivíduo treinado é possível uma certa preservação desses valores. Adulta Posterior - 50 aos 70 anos - Maior redução da capacidade motora. Involução da velocidade, força e resistência no indivíduo treinado, enquanto no não treinado a involução é drástica. Adulta Tardia - mais de 70 anos - Acentuada involução motora em todas as classes. Fonte: Saúde em Movimento

terça-feira, 10 de novembro de 2009

REPASSANDO E-MAIL RECEBIDO
Venho através desta informar de um desastreocorrido infelizmente, em minha família. Longe de ser uma daquelas correntes que só enchem nossa caixa postal, este é um aviso para que não ocorra o mesmo sofrimento com outras pessoas. Praia de CAMBORIÚ-SC No sábado (04/01/06) fomos nos divertir emuma casa noturna chamada IBIZA onde havia muita gentebonita, ambiente aconchegante. Foi uma noite superdivertida. No domingo de manhã meu irmão acordou com fortes dores noestômago, febre alta e espasmos musculares. De imediato levamos ao HOSPITAL SANTA INÊS em Balneário Camboriú. Muitos exames e 04 dias de internamento depois, de início, eu suspeitava que os médicos sabiam o que ele tinha, mas não queriam contar. Falavam que, possivelmente, fosse uma Salmonella mas eu descartei a possibilidade já que nossa alimentação havia sidosomente em casa.. No dia 08/01/06 meu irmão infelizmente veio a falecer e, como os médicos ainda não haviam nos passado o diagnóstico, contactei meu advogado que entrou em contato com o Hospital. Tivemos uma reunião diretamente com o Diretor do Hospital. Para nossa surpresa o caso era o seguinte: as casas noturnas servemcervejas LONG NECK, e muitas pessoas pedem para que seja colocado uma FATIA DE LIMÃO para um 'toque especial' (e porque não dizermortal). Decidi fazer umas pesquisas por conta própria, já que tenho umamigo próximo, pesquisador da escola de biologia da Universidade Federal de Santa Catarina. Desta forma, pude descobrir que, apesar de tudo estar sendo abafado pelos fabricantes de cerveja, o problema, está nos limões fatiados que não são utilizados prontamente, e muitas vezes eles são fatiados antes mesmo dos bares e restaurantes abrirem, durante a tarde. Ácido cítrico do limão 'velho' em ação com os conservantes estabilizantes excessivos presentes na cerveja são um paraíso para micro organismos já existentes naturalmente nas cervejas (Sacarovictus CoccusCevabacillus ativus) se tornando um veneno letal tipo draft. O resultado é a produção de uma toxina altamente nociva ao nosso organismo. A sugestão para quem talvez não acredite nesta mensagem seria pedir que o garçom fatie o limão NA HORA E NA SUA FRENTE, isso minimiza e muito o risco de qualquer tipo de infecção... Peço humildemente que divulguem este e-mail, nada trará meu irmão novamente, mas muitas vidas poderão ser poupadas. Refrigerante com a famosa fatia de limão, ou a cuba libre. PROTEJAM-SE E PROTEJAM OUTRAS VIDAS!!!!!!!!! LIMÃO NO COPO - avisem os filhos, amigos, irmãos, enfim todos. Não guardem o limão depois de cortado, nem na geladeira adianta...... OBS: O Blog não checou a veracidade da informação do e-mail recebido, porém o faz público na intenção de prevenir aos leitores quanto a um possível perigo desta prática comum para os apreciadores de bebidas com limão.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

MAIS UMA DO ESPAÇO ARTEFÍSICA...
Aproveitando as potencialidades dos alunos, a Academia Espaço Artefísica realizará nos dias 7 a 11 de dezembro a MOSTRA DE SAÚDE E BELEZA, um evento que tem por objetivo movimentar a Academia com exposições de material esportivo, produtos de embelezamento, artesanatos em geral (com enfase em artigos de Natal), demonstrações de dança e artes marciais, além de medição de peso ideal, massagens terapêuticas e performances artistico-culturais. O horário da Mostra será das 15h as 22h e a todo momento serão sorteados brindes doados pelos expositores. Desde que reiniciou suas atividades a Academia Espaço Artefísica não parou de promover. Em apenas dois meses de funcionamento o Espaço já promoveu uma grande caminhada, um aulão de "Combat" (modalidade de ginástica), um aulão de forró, um campeonato de supino, uma palestra e lanche para os idosos da UNITI - UFF e uma demonstração de boxe praticado sem violência. Essa Mostra será aberta ao público e gratuita. O Espaço Artefísica convida a todos para mais esta promoção.
TESE COMPROVA BENEFÍCIOS DE ATIVIDADES FÍSICAS PARA IDOSOS.
A educadora física Vanessa Helena Santana Dalla Déa comprovou em sua tese de doutorado defendida na Faculdade de Educação Física (FEF) e orientada pelo professor Edison Duarte que os benefícios psicossociais da atividade física são extremamente significativos, principalmente para àqueles indivíduos que possuem sintomas depressivos. "Com o aumento da população idosa, pesquisas de atividades que propõem bem estar físico e psicológico são fundamentais", destaca Vanessa. O estudo foi realizado na cidade de São Carlos com 143 pessoas com idade entre 60 e 88 anos, depois de a Prefeitura constatar que 40% desta população tinha depressão já diagnosticada. "Como é difícil identificar nos idosos esse tipo de sintomas, uma vez que o avanço da idade permite algumas características depressivas, tive o cuidado de submeter os voluntários a testes que confirmaram o alto grau de sintomas de depressão", explica. Durante um ano, tanto idosos depressivos como não-depressivos participaram da iniciativa e, a cada três meses, eram avaliados pela educadora física para aferir as condições físicas e psicossociais. Pelos resultados, foram mantidas as capacidades físicas, o que significa que se evitaram as perdas sofridas com a idade. Também melhorou significativamente o autoconceito dos idosos, independentemente de serem depressivos ou não-depressivos. Fatores como segurança pessoal, atitude social, ético-moral, percepção da aparência física e receptividade social mostraram melhoras nos resultados das avaliações. O programa iniciado em 2005 prossegue até hoje em São Carlos e já reúne mais de 300 idosos que trimestralmente são avaliados. A pesquisa foi financiada pela Capes e foi feita a partir de uma parceria Prefeitura e Universidade Federal de São Carlos. Texto: Raquel do Carmo SantosFonte: Jornal da Unicamp Publicado em: 22/05/2009
TERCEIRA IDADE - BENFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA NO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO
Existem cada vez mais evidências científicas apontando o efeito benéfico de um estilo de vida ativo na manutenção da capacidade funcional e da autonomia física durante o processo de envelhecimento. Além dos benefícios já citados anteriormente pela atividade aeróbica existem também importantes benefícios do treinamento de força muscular no adulto e na terceira idade: * Melhora da velocidade de andar. * Melhora do equilíbrio. * Aumento do nível de atividade física espontânea. * Melhora da auto-eficácia. * Contribuição na manutenção e/ou aumento da densidade óssea. * Ajuda no controle do Diabetes, artrite, doença cardíaca. * Melhora da ingestão alimentar. * Diminuição da depressão. Uma das principais causas de acidentes e de incapacidade na terceira idade é a queda que geralmente acontece por anormalidades do equilíbrio, fraqueza muscular, desordens visuais, anormalidades do passo, doença cardiovascular, alteração cognitiva e consumo de alguns medicamentos. O exercício contribui na prevenção das quedas através de diferentes mecanismos: 1- Fortalece os músculos das pernas e costas. 2- Melhora os reflexos. 3- Melhora a sinergia motora das reações posturais. 4- Melhora a velocidade de andar. 5- Incrementa a flexibilidade. 6- Mantém o peso corporal.7- Melhora a mobilidade. 8- Diminui o risco de doença cardiovascular. Segundo dados científicos a participação em um programa de exercício leva à redução de 25% nos casos de doenças cardiovasculares, 10% nos casos de acidente vascular cerebral, doença respiratória crônica e distúrbios mentais. Talvez o mais importante seja o fato que reduz de 30% para 10% o número de indivíduos incapazes de cuidar de si mesmos, além de desempenhar papel fundamental para facilitar a adaptação a aposentadoria.
ATIVIDADE FÍSICA E LONGEVIDADE
Um dos aspectos mais fascinantes que tem sido motivo de várias pesquisas é a relação entre o exercício e a longevidade. Os estudos têm demonstrado que os indivíduos fisicamente ativos presentam menor deterioração da aptidão física. Paffenbarger acompanhou aproximadamente 14.000 ex-alunos de Harvard, por 22 anos, e observou que os indivíduos que pararam de praticar esportes tiveram 35% de incremento no risco de morte sobre aqueles que continuaram sedentários. Porém aqueles que começaram a praticar esportes experimentaram índice 21% menor de morte que aqueles habitualmente sedentários. Aqueles que se tornaram mais ativos experimentaram um índice 28% menor de morte e os que sempre se mantiveram ativos, um índice 37% menor que os que nunca fizeram exercícios vigorosos. Com a mesma amostra dividida em três grupos de acordo com a energia gasta em atividades como caminhar, subir escadas e praticar esportes, o autor achou um incremento na expectativa de vida maior nos indivíduos que eram mais jovens quando entraram no estudo e nos mais ativos (2.000 cal/sem) quando comparados aos menos ativos (500 kcal/sem) e moderadamente ativos (501-1.999 kcal/sem). 0 aumento na expectativa de vida quando os mais ativos foram comparados aos pouco ativos foi em média de 2,51 anos para indivíduos de 35-39 anos de idade no início do estudo e de 0,42 anos nos indivíduos de 75-79 anos. Um dado também interessante foi o fato de que a porcentagem de indivíduos maiores de 80 anos foi maior entre indivíduos mais ativos (69,7%) do que nos menos ativos (59,8%). Evidências epidemiológicas mais recentes16 com 5.567 homens de 40 a 59 anos de idade sustentam que o hábito de realizar atividades físicas leves ou moderadas reduz a taxa de mortalidade total e a de mortalidade por causa cardiovascular em homens de idade avançada. Fonte:Texto transcrito do artigo - VIDA ATIVA PARA O NOVO MILÊNIO - do Dr. VICTOR MATSUDO - Revista Oxidologia set/out: 18-24, 1999 - Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul - Programa Agita São Paulo.

domingo, 1 de novembro de 2009

Anabolizantes esteróides são medicamentos e seu uso indevido pode trazer sérios riscos para a saúde, como revela a história de Enzo Perondin
Por Enzo Perondini - Ex-fisiculturista - Pastor Evangélico que teve câncer e que foi curado por Deus
“O Senhor é meu Pastor e não me faltará”.
“Ainda que eu passe pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque Tu estás comigo, a tua vara e o teu cajado me consolam”. (SL 23.1,4).
Estou dando inicio a essa matéria usando um texto da Bíblia Sagrada, um salmo onde Davi que foi um rei em Israel, reconhece e expressa seu sentimento, sua incapacidade, sua fragilidade diante da morte. Eu que sempre fui tão alto-suficiente, tão independente, tão alto-confiante, estribado em minhas conquistas e vitorias e sucesso profissional, mas de uma hora para outra, vi meu castelinho de areia indo por água abaixo. E a maior certeza que temos nessa vida é que mais cedo ou mais tarde vamos nos deparar com esta realidade, em algum momento de nossa caminhada, estaremos cara a cara com a morte! Você está preparado para isso? Estou hoje com 46 anos de idade, desses 46 anos eu dediquei 30 ao esporte. Acumulei ao meu curriculum mais de 180 titulos. Muita coisa foi escrita ou falada sobre mim, mas é a primeira oportunidade que tenho, onde de próprio punho posso relatar minha historia. Faz 10 anos que Deus me livrou da morte, e eu entende que tenho como missão, contar meu testemunho e alertar a todos , sobre os riscos e perigos, ao se fazer uso de anabolizantes. Meu diagnostico medico “ Hepatocarcinoma (muticêntrico e/ou com metástases)”,” vesícula biliar hidrópica com barro biliar”, “nefropatia crônica” nos rins. Os médicos me deram pouca expectativa de vida, me lembro que a sugestão foi que eu fosse aos E.U.A. tentar fazer um transplante de fígado lá, pois se entrasse na fila aqui no Brasil não resistiria, não havia mais tempo, e nem nada que eles pudessem fazer por mim. E mesmo que eu fizesse o transplante de fígado, ainda assim teria que fazer hemodiálise o resto de minha vida, pois meus rins não funcionavam mais. Foi bem difícil para mim ter que ouvir tudo isso, estava diante do vale da sombra da morte, totalmente desacreditado pelos médicos. Nessa época do ano de 1998 estava me preparando para o campeonato mundial que aconteceria na Turquia no mês de novembro. Era final de setembro estava já a dois meses fazendo dieta e me preparando, e fazendo uso dos anabolizantes, sei que muitos tem curiosidade para saber o que eu estava tomando, eu estava tomando: Testosterona aquosa 100 mg, Stanazolol 100 mg, oxandrolona 100 mg, 12 U.I. de G.H., eu tinha um contrato de patrocínio, onde uma das clausulas era estar sempre em forma para campanhas fotográficas e apresentações ao publico, eu mantinha a forma praticamente o ano inteiro, mas isso nunca foi sacrifício para mim, pois sempre gostei de fazer minhas dietas, ainda hoje tenho hábitos alimentares saudáveis e é muito difícil sair fora das minhas dietas, cabeça de fisiculturista acho que nunca muda. No começo do mês seguinte, fui ministrar um curso em Recife, e acabei passando muito mal, era na época em que havia um surto de rota- vírus, foi quando atraves de exames, os médicos detectaram todos esses problemas. Me lembro que quando recebi a noticia fiquei meio chocado, mas aos poucos fui entendendo que Deus tinha um plano em tudo isso. Eu me converti a Jesus Cristo no ano de 1992, quando morei nos E.U.A., e quando estava atravessando o meu vale de sombra da morte, eu sentia muita paz e confiança Nele. Acho que ninguém esta, nem nunca vai estar preparado para morte, mas eu aprendi que Jesus foi o único que venceu a morte. Respeito todas as religiões, mas eu não acredito em nenhuma delas, porque no tumulo de seus fundadores você encontra seus restos mortais, mas no tumulo de Jesus lá em Jerusalem, tem uma placa escrito Ele não esta aqui, Ele ressuscitou, seu tumulo esta vazio!, só Ele poderia me dar essa vitória. Fiz uma oração, onde pedi a Ele perdão pelos meus erros, e pedi a Ele que me deixasse vivo, pois não queria morrer! Em 15 dias eu tive uma melhora incrível, os médicos não sabiam explicar o que estava acontecendo comigo, todo aquele quadro trágico de morte se reverteu! Jesus o meu Pastor me carregou no colo e atravessou o vale da sombra da morte comigo! E agora? O que vou fazer com essa nova vida?, pois me sentia como se tivesse nascido de novo! Primeira atitude,” vou tornar meu problema publico, para que não aconteça com ninguém o que aconteceu comigo”. Eu nem imaginava a repercussão que daria quando fiz a primeira matéria para a revista veja em novembro de 1998. Segunda atitude, “Não posso ficar de braços cruzados e não fazer nada com relação a experiência sobrenatural que tive com Deus”. Comecei a estudar e me preparar através de seminários e estudos relacionados a teologia, Deus tem uma obra e uma missão para mim, não só na área do esporte, mas eu quero fazer algo pela minha geração, e pela nova geração que esta se levantando, pois com 46 anos vi com meus olhos a maioria de meus amigos serem enterrados, vitimas de acidentes de transito, over-dose de drogas, AIDS, etc. Sete anos de minha vida fui pastor da igreja bola de neve, mas faltava algo. Hoje estou com um ministério o nome é ZION, onde eu e muitos outros Cristão, profissionais da área de esporte estamos ensinando aos jovens o esporte saudável e a palavra de Deus, combinação perfeita, pois somos corpo e espírito, não adianta cuidar do corpo e não cuidar do espírito, quando o seu vazio existencial é preenchido com a palavra de Deus, você não quer nem saber de drogas! Antes de ser pastor eu fiz mais um pedido a Deus, competir mais uma vez, seria a ultima, pois eu queria escrever minha historia, não como um homem que encerrou sua carreira porque teve uma doença e não poderia mais competir, mas como um homem que abandonou sua carreira no esporte por gratidão a Deus, por Ele ter restaurado a minha saúde e me dado uma nova vida, e essa nova vida iria dedicar a Ele e a sua obra. Em 2002 eu venci o Campeonato Brasileiro, e pela ultima vez estava pisando em um palco para competir, dali em diante eu piso em palcos para anunciar a Palavra de Deus, o seu amor, a sua bondade e que Ele verdadeiramente faz você atravessar o vale da sombra da morte, faz você deitar em verdes pastos e te guia mansamente as águas tranqüilas. Continuo praticando esporte, amando o esporte, sou casado e tenho uma grande família, sou muito feliz e grato pela vida que Deus me deu.

sábado, 31 de outubro de 2009

CAMPEONATO DE SUPINO É ATRAÇÃO NA PELINCA NO FERIADÃO
A Academia Espaço Artefísica realizou, na tarde deste sábado, mais um evento público. Hoje aconteceu o Campeonato de Supino do Espaço Artefísica. O evento, o qual nunca soube de sua realização em Campos, contou com uma boa participação e infra-estrutura das melhores. Para realização do evento foi armada uma tenda de 25 metros quadrados para proteger os competidores do sol ou da chuva (o tempo estava instável), foram distribuídas camisas, gatorade (o melhor repositor energético do mercado brasileiro), medalhas, além de troféus estilizados em vidro para os três primeiros colocados de cada prova. Tudo isso com as inscrições gratuitas para os participantes, graças aos patrocinadores e apoiadores: Brasil Representações, Horto Madeira de Lei, AMBEV e Jorginho Monteiro. A organização da competição considerou bastante satisfatória a realização de um evento incomum como este e, diga-se de passagem, num feriadão. Participaram quatro Academias, podendo citar: Espaço Artefísica, Academia Popular do Jardim São Benedito, Academia Cyborg e Academia Nova Estação. Abaixo o registro fotográfico do evento.
Nossa equipe de colaboradores
Os Troféus e as medalhas
Um registro dos colaboradores e alguns participantes
Jorginho Monteiro um dos apoiadores - responsável pela tenda
A equipe da Academia Cyborg. Alessandro no comando
Um dos participantes da Academia Popular
Professora Juliana em sua participação
Valdemar Neto: A revelação. Campeoníssimo
Professor Wilian: Um misto de atleta e profissional de alto nível
Neto arrebentando
Peso Pesado
Término do movimento

A Glória do primeiro degrau do pódio