domingo, 31 de agosto de 2008

PROTESTO
O Blog recebeu este e-mail do Sandro, atleta da seleção brasileira de futebol de cegos, que irá disputar as Para-Olimpíadas de Pequim. O conteúdo do texto é, de certa forma, um protesto pela pouca importância que é dado pela mídia, de uma forma geral, a esse evento, que é tão importante e, sem dúvidas, de maior superação dos atletas, pois são portadores de alguma necessidade especial, do que a própria Olimpíadas. Leia a seguir:
Me despedindo e pedindo um favor a todos que gostam do futebol para cegos
Caros amigos, Estou saindo daqui a pouco do país para a desputa dos Jogos paraolímpicos de Pequim...Queria inicialmente, agradecer a todos que me ajudaram a chegar até aqui... Também queria pedir uma corrente de torcida para que consigamosdesenvolver o nosso melhor e trazer a grande medalha... De cor dourada... E, por fim, pedir que nos ajudem em uma corrente...É o seguinte, parece que mais uma vez teremos pouco espaço na mídia; então fiz um texto, uma correntinha, pedindo o apoio de todos que gostamdo futebol, que queriam ver o futebol de cegos, para tentarmos pressionar todas as formas de mídia a informarem sobre o futebol paracegos. Segue abaixo o texto. Divulguem entre seus contatos, vamos fazeruma grande corrente de pressão, se nós não dissermos que queremosassistir o futebol, eles nunca vão saber disso. Então vamos todos, juntos e de uma só vez, falar. Você gosta do futebol de cegos? Você se emociona, vibra, comemora,aprecia esse esporte? E, assim como eu, está doido para assistir aos meninos do Brasil em busca de mais uma medalha de ouro? Mais uma vez, você se frustrará. Assim como ocorreu em Atenas, os canais de televisão não vão transmitir nenhuma partida da seleção brasileira da modalidade. Atual campeã paraolímpica, bicampeã mundial, detentora do melhor jogador do mundo, uma vez mais os meninos do futebol de cegos serão preteridos por esportes como a bocha, pouco conhecida no país, e até a esgrima, que conta com um total de nenhum brasileiro participando. A Paraolimpíada é talvez a única oportunidade de os brasileiros conhecerem os esportes praticados por pessoas portadoras de deficiência. Desse modo, é muito injusto que as grades de programação priorizemmodalidades e ignorem outras. Se você concorda com este manifesto, por favor, entre em contato com os meios de comunicação como rádio, Internet, televisão.... Solicitem notícias, transmissões, reportagens sobre o futebol de cegos. Não deixem eles transmitirem uma partida de basquete em cadeiras de roda entre Azerbaijão e Albânia enquanto os nossos meninos estão em quadra. Fique claro que este protesto não é contra nenhuma modalidade paraolímpica em si. Temos a certeza que todas as modalidades paraolímpicas são igualmente importantes. Justamente por esta igualdade, é que queremos o futebol na grade de programação das transmissões. Att. Sandro Soares slsoares@uol.com.br

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

VAIDADE!!??
"Quando eu deixar o meu mandato, cada ministro meu vai ter que ir num cartório no dia 30 de dezembro e nós vamos registrar cada coisa que cada ministro fez" "Eu sou um corpo estranho na República brasileira. Não estava previsto, pelo menos até outro dia nos livros de sociologia, que um torneiro mecânico de São Bernardo pudesse chegar à Presidência." Luís Ignácio Lula da Silva
ROSINHA NA FRENTE
O IBOPE liberou através da Inter TV Planície a primeira pesquisa de intenções de votos para a prefeitura de Campos. Apesar de Rosinha estar liderando, há um empate técnico, pois a margem de erro da pesquisa é de 4% para mais ou para menos. Rosinha (PMDB)- 37%; Arnaldo (PDT)- 36%; Feijó (PSDB)- 4%; Odete (PC o B) - 2%; Marcelo (PRTB) - % Graciete - (PCB) - %. Não opinaram - 12%; Branco e nulos - 8%. Na simulação de um possível segundo turno: Arnaldo 43% x Rosinha 40% .

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

REPASSANDO
Recebi este e-mail e achei que era meu dever repassar e dar maior visibilidade, pois se trata de uma noticia de utilidade pública e que poucos devem ter conhecimento.
DIVULGUEM!!!!!!!!!!
Foi criado por uma fonoaudióloga Brasileira, o maior Programa Privado de Atenção a Saúde Auditiva do Brasil, chamado "Direito de Ouvir". O projeto oferece aparelhos auditivos, de varias marcas e modelos com até 70% de desconto! Todos os atendimentos são acompanhando por uma equipe múltipla de fonoaudiólogos. O ACESSO AO APARELHO AUDITIVO É FÁCIL, BASTA O PACIENTE OU SEU RESPONSÁVEL FAZER O CADASTRO NO SITE DO PROJETO DIREITO DE OUVIR E AGUARDAR O RETORNO, O ATENDIMENTO E AGENDADO EM ATÉ 48 HORAS, E HÁ UNIDADES EM TODO BRASIL! www.direitodeouvir.com.br Peço sua ajuda para divulgar o projeto, há centenas de pessoas esperando esta noticia maravilhosa! envie este recado a seus amigos ou pessoas que precisem. www.direitodeouvir.com.br ou FONE:16-3720-4562

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

DESENVOLVIMENTO DO ESPORTE NA CIDADE DE CAMPOS COM OPORTUNIDADES PARA TODOS: COMO COMEÇAR?
* Vitor Augusto Longo Braz Ao término dos Jogos Olímpicos necessário se faz algumas reflexões a cerca do baixo rendimento da delegação brasileira. Podemos começar essa reflexão pela nossa Campos dos Goytacazes. Ao fazermos uma abordagem em relação ao tema em questão, nossa principal finalidade é tentar contribuir de alguma forma para o desenvolvimento do esporte campista num todo. Dessa forma, toda a ideologia apresentada neste texto configura-se em pensamento próprio. Pensamos no esporte como uma vertente da educação, ou melhor, consideramos o esporte como uma das mais poderosas ferramentas da educação, que leva a reboque de sua prática a qualidade de vida, a saúde, a cidadania e a promoção social, onde as oportunidades oferecidas através da Educação Física são capazes de transformar cidadãos, aumentando a auto-estima, a capacidade e os horizontes através do esporte e atividade física e de lazer. Na verdade o esporte brasileiro ainda é feito de ilhas de excelência, na grande maioria dos casos. Não existe uma massificação do esporte, no sentido de estar próximo das pessoas, estar nas escolas, fazer parte do cotidiano das pessoas. Acreditamos que o esporte tem que deixar de ser restrito a um espetáculo de televisão e passar a fazer parte do dia- a- dia das pessoas. Isso é essencial para a inclusão social, a auto-estima e outros fatores de formação dos jovens. Mas para tentarmos desenvolver este tema, de forma pragmática, é necessário que apontemos algumas políticas públicas que visem o desenvolvimento do esporte como um todo. Para isso, necessário se faz, que levemos em conta a dimensão territorial e habitacional de nossa cidade. Somos uma cidade de quinhentos mil habitantes em média, e de uma extensão territorial imensa. Temos que pensar em proporcionar oportunidades para todos os cidadãos campistas. Desde os que moram em áreas centrais, até aqueles que moram na periferia e distritos distantes como a: Baixada Campista (Donana, Baixa Grande, Farol de São Tomé, Tocos, etc.), na Região Norte (Morro do Coco, Cons. Josino, Vila Nova, Travessão, etc.) e na Região Sul (Tapera, Ururaí, etc.). Imaginem a quantidade de jovens em idade de iniciação desportiva, oriundos dessas localidades, muitos com talentos natos, que, no entanto, se encontram sem oportunidades e, dessa forma, excluídos de desenvolverem-se através do esporte e da atividade física. Não é raro vermos um, ou outro, atleta dessas localidades periféricas despontarem no cenário esportivo nacional, após passar de forma anônima pelo esporte em nossa cidade. Nossa cidade conta com um potencial financeiro (25ª cidade em arrecadação entre as 5.565 cidades do Brasil), potencial técnico (duas Universidades com curso de Educação Física), porém não conta com uma infra-estrutura básica para permitir o desenvolvimento do esporte com um todo. Não temos sequer um ginásio público decente para atender as necessidades das poucas equipes de ponta de Campos. Não temos uma pista de atletismo. Isto chega ser vergonhoso. Mas olha só que paradoxo: A Prefeitura de Campos já teve um time milionário (atletas com grandes salários) de basquete masculino e um de vôlei feminino. Essas equipes treinavam em ginásios alugados, faziam a preparação física e técnica em ginásios alugados e jogavam em ginásios alugados. Ou seja, esses times milionários, ficaram, cada vez mais caros. Mudou o governo e acabaram com as equipes. E o que é de se questionar: pagamos caro por essas equipes durante alguns anos e o que eles deixaram de legado para a população campista, em especial os praticantes de esportes? Essa é a pergunta que fica: O que essas equipes deixaram para Campos, ou melhor, perguntando, qual foi o desenvolvimento que o esporte campista teve com essas equipes? Acabaram-se as equipes, acabaram-se essas modalidades em Campos. Isso não é desenvolvimento, concordam? Mas gastaram-se muito. No nosso entender Campos precisava estar dotada de infra-estrutura capaz de atender a todos os cidadãos campistas, desde aqueles da área central até àqueles moradores das áreas periféricas mais distantes. Falo em construção de complexos desportivos na baixada, em Guarús, na Região Norte, na Região Sul, além de uma Vila Olímpica nos moldes e padrões internacionais, que seja capaz de abrigar competições internacionais. Mas não, o esporte em Campos é varejista, mesmo com um orçamento em torno dos 8 milhões de reais/ano. Uma pena!

terça-feira, 26 de agosto de 2008

DEUS NO PALANQUE
Por Alberto Dines Lamentável: a vantagem competitiva oferecida pela racionalidade em vez de pacificar os instintos só os exacerba. Em termos concretos significa que a busca da paz genuína compreende um esforço ostensivo dos envolvidos para retirar da pauta dos contenciosos todos os ingredientes capazes de fomentar o fervor religioso ou a ferocidade confessional. Em outras palavras: é preciso tirar Deus da arena política. Há indícios de que isto está acontecendo na Europa - prova de que o Velho Mundo ainda é uma referência - porém na Ásia e na África religião é dinamite pura. No mitológico Novo Mundo, sempre associado à imagem de liberdade, a religião foi imposta a ferro e fogo. Na parte setentrional do continente, mais de cinco séculos depois da chegada de Colombo, encontramos uma situação não muito diferente daquela que existia em 1492, quando a Espanha expulsava os mouros e os judeus do seu território. Hoje, nos EUA (segundo a “Economist” de 16/8, p.35) cerca de 90% dos cidadãos declaram-se religiosos, 63% acreditam que a Bíblia é a palavra divina e que religiosidade é prova de bom caráter. Apenas 42% dos norte-americanos afirmam que votariam num agnóstico ou ateu para a presidência enquanto 56% votariam num homossexual e 93% aceitariam um negro. Esta exótica religiosidade numa comunidade tão diversificada e numa civilização tão materialista produz situações singulares como o primeiro encontro dos dois candidatos à Casa Branca, Barack Obama e John McCain, realizado no megatemplo do poderosíssimo pastor Rick Warren na Califórnia, semana passada. Obama veio para mudar, conseguiu ser pós-racial, pós-ideológico, mas não conseguiu ser pós-religioso. Sequer tentou. Na Íbero-América, a conversão forçada dos nativos e a presença da onipotente, onisciente e implacável Inquisição criou um paraíso monolítico católico que agora começa a ruir diante do formidável avanço das seitas protestantes de variadas filiações. Sem o apoio das massas, certos grupos e ordens ligados ao Vaticano (como a Opus Dei), tentam barrar este avanço evangélico através de um grande empenho na área da comunicação social onde os evangélicos estão poderosamente inseridos. As eleições de Outubro têm tudo para transformar-se no primeiro round de um confronto formal e ostensivo entre evangélicos e não-evangélicos graças à presença de Marcelo Crivella (PRB) como candidato à prefeitura carioca. Sua eleição anterior para o Senado foi apenas um ensaio: sua postulação a um cargo majoritário, numa cidade-vitrine como o Rio de Janeiro, dá outra dimensão a uma disputa que em outras circunstâncias seria no máximo partidária. Agora é mediática, aos pés do Redentor, portanto religiosa. Na antiga Cidade Maravilhosa está a sede do poderoso Grupo Globo, cujo maior competidor é a TV Record, carro-chefe da Igreja Universal, de propriedade do bispo-empresário Edir Macedo, tio do candidato Crivella, por enquanto líder nas pesquisas. Crivella tem o apoio do governo federal, seu partido é o mesmo do vice-presidente da República e do ministro Mangabeira Unger, que aposta numa reedição da história de sucesso da Coréia do Sul onde a opção pelo protestantismo foi estratégica. Os desdobramentos de um eventual confronto são preocupantes. Embora administrada como empresa multinacional, a Igreja Universal adota um proselitismo agressivo. Seu poderio eleitoral, sobretudo nos segmentos menos favorecidos, pode potencializar conflitos subjacentes. Nas comunidades carentes do Rio onde atua, até a panfletagem precisa ser aprovada pela bandidagem ou pela mílicia (o que vem dar no mesmo). Deus nos palanques tira Marx da jogada. Religião deixou de ser o “ópio do povo”, porém nada impede que se converta em “coração de um mundo sem coração e alma da condição desalmada”. Guerras religiosas são insaciáveis. Mais nocivas do que as produzidas pela fome.

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

UNIMED PROMOVE CIRCUITO DE NATAÇÃO
NATAÇÃO CAMPISTA GANHA FOLEGO COM EVENTO AQUÁTICO
Acontece no dia 20 de setembro (sábado) às 14 horas, no Parque Aquático do Automóvel Clube Fluminense, a 1ª Etapa do CIRCUITO UNIMED DE NATAÇÃO 2008. Pelo nono ano a UNIMED - Campos realiza este evento que tem como objetivo principal estimular, desenvolver e sobretudo descobrir novos valores na natação. Segundo a organização do Circuito, cerca de 50 (cinqüenta) Instituições, dentre Clubes, Escolas, Academias e Condomínios de Campos e de cidades da Região já foram convidados. Neste evento, que é realizado em forma de festival, todos os participantes recebem medalhas e brindes como forma de incentivo. As provas são de batida de perna com a prancha, 12,5 metros, 25 metros livre e 50 metros livres, sempre nas categorias masculina e feminina. No dia anterior ao evento, sexta-feira dia 19 de setembro, às 19 horas haverá um coquetel de lançamento do Circuito para os professores, diretores, autoridades, alunos e pais de alunos. Na oportunidade serão feitas várias homenagens a pessoas que de alguma forma contribuíram e/ou contribuem para o desenvolvimento da natação de Campos. A expectativa da organização é que na 1ª etapa participem um considerável número de crianças de diversas faixas etárias e níveis de habilidade. “A natação de Campos vem se desenvolvendo graças a este trabalho de base, que conta com o apoio do Pólo IV da FARJ – Federação Aquática do Rio de Janeiro” - afirma um dos organizadores. As inscrições deverão ser feitas na própria escola com o Professor responsável e entregue até o dia 18 de setembro, quinta – feira, ao Prof. Vitor Longo Braz (tel: 9981-9117), para que sejam feitos os balizamentos das provas com tempo hábil. O Circuito Unimed tem a chancela da Federação Aquática do Rio de Janeiro – FARJ.
POR ONDE SERÁ QUE ANDAM?
Neste processo eleitoral, ainda não vi a participação de políticos que detêm mandato como, por exemplo, o do deputado estadual Wilson Cabral e do prefeito Alexandre Mocaiber. Ambos são do partido que compõe a coligação do candidato Arnaldo Viana. Nunca é demais lembrar que Arnaldo, politicamente, foi um dos responsáveis pela eleição de Mocaiber que, por sua vez, ajudou a eleger (para não dizer que nomeou) Wilson Cabral deputado estadual. O que o Blog gostaria de saber é porquê esses dois políticos com cargos tão importantes não estão "dando as caras" na campanha a prefeito de Campos do candidato Arnaldo Vianna. Será ingratidão ou estratégia? No caso de ser estratégia será que o prefeito Alexandre e o deputado Cabral, ao invés de somar, subtraem?
ESTRANHO!?
Hoje, durante minha caminhada matinal, ouvindo o rádio procurei o programa "CAFÉ DIÁRIO", apresentado pela Paula Trindade e com comentários do brilhante jornalista Jorge Luís. Como o meu rádio é na verdade um aparelho de telefone celular, passei a trocar de estações que já estão com suas respectivas sintonias gravadas no aparelho, numa tentativa auditiva de identificar a sintonia 100.7 (Diário FM), porém só pela audição não identifiquei nem a voz da Paula, nem a de Jorge Luís. Mais tarde é que, ouvindo o programa concorrente "De Olho na Cidade" (107.5), o apresentador, João Oliveira, informou que o programa dele estava sendo retransmitido pela Diário FM, Rádio Continental AM e Educativa FM. Minha estranheza é que os dois programas sempre tiveram linhas editoriais diferentes. ou seja, uma estava ligada ao "lado A" e a outra ao "lado B". O que será que houve? Como diz na gíria popular: "TEM CAROÇO NESTE ANGÚ".

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

1 CENTÍMETRO DE OURO
Maurren Higa Maggi fez sua corrida de aproximação com 22 largos passos, impulsionou, voou de pernas estendidas num salto carpado e bateu 7,04m. 1 cm a mais que a atleta russa Lebedeva. 1 cm que mudou sua vida. Parabéns para Maurren pelo ouro olimpico e pela superação do trauma da suspensão de cinco anos por dopping. Na foto acima observe o centímetro de ouro ganho na impulsão.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

FEIJÓ FAZ REUNIÃO NA PELINCA
Acabou instantes atrás uma reunião promovida para o candidato Paulo Feijó num salão de festas situado nas imediações da Av. Pelinca. Este blogueiro estava presente na reunião e observou que o número de pessoas presentes era bastante significativo, principalmente de pessoas não ligadas partidariamente ao candidato. Feijó discorreu sobre diversos assuntos pertinentes a sua campanha e seu desejo de ser o próximo prefeito de Campos. Mostrou convicção ao afirmar que estará no segundo turno e que ganhará as eleições. Questionado sobre um possível apoio seu, caso não chegue ao segundo turno, respondeu que não aventa a hipótese de não chegar ao segundo turno e que, dessa forma, ele quer saber quem o apoiará.
BRASIL CONTINUA NA DISPUTA DO ATLETISMO SEM MEDALHAS
Maria Laura Almirão é uma das estrelas do Brasil para o revezamento 4x400m feminino
Faltam apenas dois dias para o fim das disputas das Olimpíadas, mas os brasileiros continuam estreando na pista do Ninho do Pássaro. Nesta quinta-feira, acontecerão mais duas estréias: Mário José dos Santos na marcha atlética de 50km e o pessoal do revezamento 4x100m feminino. As disputas do atletismo estão sendo transmitidas ao vivo pelo SporTV, com transmissão a partir das 20h30m (de Brasília) desta quinta-feira.
SELEÇÃO DE PRATA
A seleção feminina de futebol ganhou a segunda medalha de prata para o Brasil ao perder de 1 a 0 para a seleção norte-americana na prorrogação. Contudo, as meninas do Brasil estão de parabéns por terem lutado até o final, mesmo sem o condicionamento físico necessário para disputa de tão grande importância.

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

PARABÉNS!!!
O Clube mais querido da Região, o nosso Goitacaz F. Clube completa hoje 96 anos de sua fundação. O Blog deseja a toda diretoria, torcedores, elenco, comissão técnica e colaboradores do Clube os parabéns e votos de que, com a seriedade que vem sendo conduzido o Clube, o nosso querido Goitão chegue a elite do futebol estadual.

VERGONHA

É sabido por todos campistas que os clubes de futebol: Americano, Goytacaz e Rio Branco recebem polpudas verbas municipais para formar e manter os respectivos elencos e disputarem competições, no caso campeonatos estaduais.

Pois bem, no último sábado o C.E. Rio Branco perdeu os pontos numa disputa pelo dificil campeonato estadual da 2ª divisão, que permite o acesso a elite do campeonato estadual. Sabem qual foi o motivo amplamente divulgado pela imprensa esportiva de Campos?

Pasmem! Não havia uma ambulância de plantão no local do jogo. Isso mesmo, o Rio Branco ficou numa situação que talvez determine sua eliminação da disputa pelo acesso a 1ª divisão do estadual, pois na cidade que é conhecida pelo grande número de ambulâncias. não havia uma sequer.

E a responsabilidade por esta desorganização cabe a quem? A Fundação Municipal de Esportes, a diretoria do Clube ou a Secretaria de Saúde?

O povo deveria saber os reais motivos dessa incompetência, pois de alguma forma tem dinheiro público envolvido, sem falar na frustação dos apaixonados torcedores róseo-negros e da população em geral.

COM RAIVA...
Após uma jornada que incluiu a derrota na Liga Mundial, um bate-boca no treino e um tropeço na primeira fase dos Jogos de Pequim, a seleção masculina de vôlei não tem mais o direito de errar. A partir desta quarta-feira, às 9h (de Brasília), perder significa arrumar as malas e dar adeus ao sonho do título. Líder do grupo B, o time de Bernardinho encara a China, dona da casa, de olho na vaga nas semifinais.
MEDALHA GARANTIDA PARA O BRASIL

“A Muralha” se impõe no bloqueio

Com um saque forte e Fábio Luiz concentrado no bloqueio, a dupla número 2 do Brasil saiu na frente. Conhecido como “Block Machine” (“Máquina de Bloqueios”), Ricardo não conseguia vencer o duelo contra o compatriota, conhecido como “A Muralha”, na rede. Visivelmente irritado, o baiano viu os adversários abrirem 14 a 8 no placar. No entanto, com o duelo em 19 a 16 para Márcio e Fábio, os favoritos ensaiaram uma reação. Fábio Luiz não conseguiu defender um saque de Ricardo e foi direto para o banco, sem pedir tempo para a arbitragem. Além de uma bronca do juiz, o capixaba levou um cartão amarelo, em um momento de descontrole que durou pouco. Os atuais campeões empataram em 19 a 19, mas um erro de Ricardo no ataque assegurou a vitória para Márcio e Fábio por 22 a 20.

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Atleta amputada da África do Sul faz história na maratona aquática de Pequim
Natalie du Toit carregou a bandeira da África do Sul na cerimônia de abertura dos Jogos
GLOBOESPORTE.COM Não será apenas a estréia da maratona aquática em Jogos Olímpicos que vai marcar a modalidade em Pequim. Além disso, também será a primeira vez na história que uma atleta amputada participará das Olimpíadas. Trata-se de Natalie Du Toit, que costuma dizer que na água é igual a todo mundo.
A nadadora sul-africana, de 24 anos, sofreu a amputação da perna esquerda depois de um acidente de moto em 2001. Quando tinha apenas 16 anos, Natalie por pouco ficou fora dos Jogos Olímpicos de Sydney. Em 2001, quando se preparava para os Jogos de Atenas, sofreu o acidente.
Mas, apenas cinco meses depois de ter amputado a perna, resolveu cair na piscina novamente. E, em dois anos, se tornou a primeira esportista amputada a chegar à final dos 800m livre dos Jogos da Comunidade Européia. Natalie conseguiu ir a Atenas para disputar as Paraolimpíadas e conquistou cinco medalhas de ouro e uma de prata. Natalie queria ir mais longe. Ela ainda não tinha desistido do sonho de participar dos Jogos Olímpicos.
Então, como na piscina seria muito difícil conseguir o índice sem prótese (proibida pelo COI), a nadadora começou a buscar uma vaga na maratona aquática. Em maio deste ano ela atingiu seu objetivo ao terminar em quarto lugar na prova de 10km do Mundial de Maratona Aquática, em Sevilla. Natalie será uma das adversárias das brasileiras Ana Marcela Cunha e Poliana Okimoto na prova de 10km da maratona aquática dos Jogos Olímpicos de Pequim, que será realizada, às 22h, desta terça-feira (horário de Brasília).
FABIANA ENFIM ACHOU SUA VARA
Fabiana achou sua vara dentro de outro tubo
A confusão começou após Fabiana dar o seu primeiro salto. Quando se preparava para entrar em ação pela segunda vez, deu falta de parte de seu equipamento. Depois, Murer discutiu com cinco árbitros e pediu a paralisação da prova. Ela chegou inclusive a ficar na frente da chinesa Gao Shuying, impedindo-a de saltar. A competição foi paralisada por alguns minutos, e Fabiana Murer aproveitou para procurar a vara nos tubos de outras atletas. Não encontrou, nem a organização deu explicações para o sumiço da ferramenta. Após falar com o seu técnico, que estava na arquibancada, Fabiana cogitou continuar assim mesmo, mas acabou abrindo mão de saltar os 4,55m e decidiu ir direto para 4,65m. Ainda abalada, Murer acabou derrubando o sarrafo nas três tentativas.
HUMILHAÇÃO
Maradona: 'Faz tempo que não vejo um Brasil tão pequeno e tão defensivo'
Ex-jogador afirma que Argentina foi superior em cada metro do campo Das agências de notícias Pequim A vitória da Argentina por 3 a 0 sobre o Brasil, nesta terça-feira, em Pequim, teve a presença de Diego Maradona, que vibrou muito e se emocionou com a classificação dos "hermanos" para a decisão da medalha de ouro. Para o ex-jogador, os brasileiros não honraram a tradição da camisa verde e amarela e foram "pequenos" e "defensivos". - O Brasil atua melhor do que mostrou hoje, porém esta seleção sub-23 mostrou muita pequenez na hora de jogar. Em nenhum momento saiu com a bola no pé, Ronaldinho ficou isolado e a Argentina foi superior em cada metro do campo. Faz tempo que não vejo um Brasil tão pequeno e tão defensivo - afirma. Após a partida, Maradona recebeu de presente a camisa e a faixa de capitão usadas por Riquelme. Ele revelou que quase chorou quando Riquelme disse que Maradona nunca deveria tê-las tirado. O ex-jogador está hospedado na concentração junto com o elenco argentino e vai fazer um alerta aos jogadores: ter muito cuidado com a Nigéria na decisão, já que os africanos foram muito bem na vitória por 4 a 1 sobre a Bélgica.
O PREÇO DA FAMA
PHELPS NÃO TERÁ PROBLEMAS APÓS OITO OUROS EM PEQUIM
GLOBOESPORTE.COM Michael Phelps pode ganhar US$ 100 milhões ao longo de sua carreira, de acordo com um empresário especializado em gestão de talentos. Atualmente, o americano, oito vezes medalha de ouro nas Olimpíadas de Pequim, ganha US$ 5 milhões com cinco contratos. Com a quebra do recorde de Mark Spitz, ele pode conseguir mais vantagens financeiras. Para especialistas, Michael Phelps pode ganhar US$ 100 milhões ao longo de sua carreira. O nadador já recebeu um bônus de US$ 1 milhão de seu fabricante de maiôs pelo recorde. Para o empresário, o valor de Phelps subiu às nuvens. Sua posição o sustentará por um longo tempo. Ele separou sua imagem do nadador. Normalmente, nadadores, mesmo os melhores, são observados apenas a cada quatro anos, quando as Olimpíadas dominam a atenção dos Estados Unidos. Phelps conseguiu mudar essa máxima. Comentaristas como Bob Costas, da rede americana NBC, disse que o astro está no mesmo patamar do golfista Tiger Woods, do quarterback Joe Montana e do jogador de basquete Michael Jordan. - Qual o valor dos oito ouros em Pequim para uma audiência de horário nobre nos Estados Unidos? Diria que ele vai ganhar US$ 100 milhões ao longo de sua carreira por esse feito – diz Peter Carlisle, empresário da Octagon. Evan Morgenstein, agente de Mark Spitz, já considera a possibilidade de seu cliente fazer campanhas publicitárias ao lado de Phelps. No entanto, segundo ele, nada ainda apareceu.

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

JADEL GREGÓRIO: ESPERANÇA DE MEDALHA NO SALTO TRIPLO
Jadel está na final do salto triplo
GLOBOESPORTE.COM Uma das esperanças de medalha do atletismo brasileiro, Jadel Gregório garantiu um lugar na final do salto triplo nas eliminatórias deste domingo. Ele conquistou a nona melhor marca da fase inicial: 17,15m. Jefferson Sabino não conseguiu avançar. Logo no seu salto de estréia, Jadel saltou 17,15m. Como já havia atingido a distância que qualifica para a final (17,10m), ele preferiu se poupar e abriu mão das outras duas tentativas.
O BRASIL CONQUISTA SUA QUINTA MEDALHA DE BRONZE. MAS ESSA É INÉDITA.
Fernanda Oliveira e Isabel Swan brilham e conquistam inédita medalha para vela
GLOBOESPORTE.COM O mergulho nas águas de Qingdao, o barco virado e a emoção no pódio, caracterizada por sorrisos, lágrimas e bandeira do Brasil nas mãos, simbolizaram muito bem a importância do feito de Fernanda Oliveira e Isabel Swan nas Olimpíadas de Pequim. Com ascensão meteórica nas últimas regatas da classe 470, a dupla venceu a última prova, assegurou a terceira colocação geral e recebeu com muito orgulho o bronze.

domingo, 17 de agosto de 2008

MERECE UMA ANÁLISE DO DISCURSO ESSA CHARGE DO GILBERTO ASSAD NO JORNAL O DIÁRIO
Cada um pode fazer sua análise. Na minha é um salto sobre as merdas.
VISÃO MÍOPE 2
A FME, orgão gestor do esporte em Campos, perdeu ou está perdendo uma grande oportunidade de estimular aos campistas a prática da atividade física e do desporto e fazer a cidade "respirar" esporte. Explico: em tempos de Olimpíadas bem que este órgão poderia instalar telões em praças públicas para transmissão, nem que fosse reprisada devido ao horário real em que as provas acontecem, para que os cidadãos, especialmente os jovens, se inspirassem e se motivassem a prática do esporte. Com certeza, vários outros órgãos públicos municipais se beneficiariam com essa motivação pública de praticar alguma atividade física, principalmente a Secretaria de Saúde, de Promoção Social e de Finanças. Seria uma espécie de Interdiciplinaridade.
RESPONDAM SE PUDEREM
Inspirado nas Olimpíadas de Pequim, no momento das disputas do esporte mais democrático e fascinante dentre todos (o atletismo), e nas "Trolhadinhas Culturais"do amigo Xacal, faço esses questionamentos a cerca do que se faz pelo atletismo em Campos dos Goytacazes. Mas, é bom lembrar aquela famosa frase: "Perguntar não ofende". 1- Qual o nome do atleta de Campos que pratica e disputa provas de salto em distância e em qual lugar treina? 2- Qual o nome do atleta de Campos que pratica e disputa provas de Salto triplo e em qual lugar treina? 3- Qual o nome do atleta de Campos que treina e disputa provas de arremesso de peso e em qual lugar? 4- Algum atleta de Campos, na atualidade, sabe saltar com vara? 5- E no salto triplo quem é o atleta de destaque em nossa cidade? 6- Existe arremesso de martelo em nossa cidade? Aonde? 7- E lançamento de dardo se pratica em Campos? 8- Sem ser a pista do 56º BI (que tem acesso público restritamente liberado), qual a outra pista com medidas oficiais que existem em Campos, com acesso liberado e com escolinhas e treinamento orientado? 9- Quais as modalidades do atletismo são disputadas nos JEC's? 10- A FME possui blocos de partida para corridas curtas? 11- Possui colchão e aparato para salto em altura? 12- Possui pesos específicos para arremessos? 13- Possui discos, dardos, martelos, gaiolas de proteção e outroe equipamentos baratos, mas extremamente necessários para o desenvolvimento do atletismo? 14- Porque não se designa um grupo de professores, das centenas que são lotados na FME, para se desenvolver esse esporte, que é considerado o mais democrático? 15- A FME valoriza corredores considerados TOP de Campos, como o Luís Cláudio, o Vanildo, a Roseli, a Margarida, o Fabiano, o Amaro Jorge, o Edinho, entre tantos outros? Se valoriza de que forma é? 16- Porque não se busca uma parceria entre o público e o privado, para o desenvolvimento desse esporte em nossa cidade, em nome da responsabilidade social e de incentivos fiscais? 17- A Caixa Econômica, patrocinadora oficial do atletismo brasileiro, já foi contactada para uma possível parceria? É com vocês leitores que divido essas minhas dúvidas.
VISÃO MÍOPE DO ESPORTE
Não sei nada sobre orçamento, receita, PIB e outros tantos indicadores econômicos da Jamaica. Mas, sei que é um país pobre, talvez muito pobre. E olha só, no evento esportivo mais importante do mundo, papou as provas dos 100m rasos, nas categorias masculina e feminina, esta última com direito a dobradinha. Pois é, nossa cidade tão rica de recursos financeiros, com duas universidades com curso de Educação Física e com tanto espaço físico (áreas ociosas), não prioriza o esporte-mãe (atletismo), que mais agrega os sacrificados. Os gastos absurdos do setor esportivo de Campos só em julho (cerca de R$ 500 mil reais), segundo editais do Diário Oficial do município, são para sonorização, tendas e outras coisas, que ao meu ver são supérfluas. Cadê o bolsa-atleta, cadê o investimento em atletas? A resposta eu já sei qual é. Mas sabemos também que é LEI o bolsa-atleta. Gostaria que os gestores do esporte de Campos fossem, dia 31/08, a Rio das Ostras para ver o que é valorização do esporte, especialmente do atletismo. Mas cheguem cedo, a festa do atletismo começa pela manhã e vai rolar o dia inteiro. Talvez voltem com pensamentos diferentes e até comecem um tratamento para míopia. Essa é a minha esperança, míopia tem cura. Um dia, talvez, procurem tratamento. Temos que ter FÉ.
PENA QUE EM CAMPOS NÃO HÁ.....
...Sequer um local adequado para a prática do atletismo, o esporte mais barato, que atinge as camadas socias menos favorecidas econômicamente e que foi recorde de público em determinadas provas, como a dos 100m rasos, em Pequim. Na verdade, uma LÁSTIMA!

sábado, 16 de agosto de 2008

César Cielo é ouro nos 50m livre e faz história na piscina do Cubo d'Água
GLOBOESPORTE.COM
César Cielo fez história nos Jogos Olímpicos de Pequim ao conquistar a primeira medalha de ouro da natação brasileira na final dos 50m livre, na noite desta sexta-feira, no Cubo d'Água. O brasileiro, de apenas 21 anos, entrou na água determinado e liderou a prova mais veloz da natação do início ao fim. Ele ainda bateu o recorde olímpico da prova com o tempo de 21s30, ficando a apenas dois centésimos do recorde mundial (21s28), do australiano Eamon Sullivan. O francês Amaury Leveaux garantiu a prata com o tempo de 21s45, 15 centésimos atrás de Cielo. O medalhista de ouro nos 100m livre, o também francês Alain Bernard, ficou com o bronze (21s49). Após o bronze nos 100m livre, Cielo passou a acreditar mais ainda no sonho do ouro olímpico. No entanto, ainda assim, saiu da água muito emocionado e parecendo não acreditar no feito que tinha acabado de conquistar.

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

SAÚDE É O QUE INTERESSA E NÓS TEMOS PRESSA!
Esta semana escolhi o Jardim São Benedito para as minhas caminhadas matinais. O Jardim São Benedito talvez seja o único espaço público em Campos que se pode caminhar com segurança e num ambiente agradável. Um outro local que costumo caminhar com frequência é em volta das pontes, porém além de se enfrentar pisos irregulares, para não dizer crateras, deparamos também com a poluição do ambiente no centro da cidade e a falta de segurança em determinados trechos deste percurso. Sem falar no fedor de urina e fezes na altura da ponte do meio aonde fica os quiosques do lado de guarús. A grande verdade é que Campos carece de espaços públicos apropriados para esta atividade física (caminhadas) que a cada ano cresce em número de adeptos, seja por indicação médica para melhoria da saúde num todo, ou mesmo com objetivos estéticos. Mas voltando ao Jardim São Benedito, esta semana observei que a aula de ginástica matutina não aconteceu na quadra da Rua Saldanha Marinho, no horário costumaz. Pode ter acontecido do horário das aulas ter mudado ou outros motivos quaisquer. Mas, por falta de professores acredito que não deve ter sido, pois segundo informações passadas por professores que trabalham na FME, cerca de 250 profissionais de Educação Física são lotados naquela Fundação. Isso mesmo 250 professores. Também esperar o quê de uma Fundação que tem como objetivo gerir o esporte e atividade física, que começa um Jogos Estudantis no começo do ano (com um número pequeno de Instituições participantes) e ainda não se sabe quem é, ou foi, o campeão geral. São por essas e por outras que o nosso país está com um desempenho baixíssimo nas Olimpíadas. Não há comprometimento com o desenvolvimento do esporte e da cultura da atividade física. Essa é a gestão que a nossa cidade possui nas diversas áreas. Lá então...
FALTAM 2
Phelps leva sexto ouro e fica a dois de marca de Spitz
O fenômeno da natação mundial, Michael Phelps, conquistou o seu sexto ouro em Pequim e bateu pela oitava vez o recorde mundial dos 200m medley com a marca de 1m54s23. O húngaro Laszlo Cseh ficou com a prata e o americano Ryan Lochte garantiu o bronze. Thiago Pereira terminou em quarto lugar. Para superar marca de Spitz, Phelps precisa vencer os 100m borboleta e o revezamento 4x100m medley. Com 12 ouros em três olimpíadas (Sydney, Atenas e Pequim), Phelps supera as nove medalhas douradas conquistadas por Carl Lewis (atletismo, em quatro Olimpíadas), Mark Spitz (natação, em duas Olimpíadas), Paavo Nurmi (atletismo, em três Olimpíadas) e Larissa Latynina (ginástica artística, em três Olimpíadas). Em Atenas, Phelps garantiu seis ouros (100m e 200m borboleta, 200m e 400m medley e revezamentos 4x100m medley e 4x200m livre). Phelps, no entanto, ainda não atingiu sua principal meta: ultrapassar a incrível marca de sete medalhas de ouro em uma mesma edição de Jogos Olímpicos. Até agora, a façanha é do também americano Mark Spitz, conquistada nas Olimpíadas de Munique 1972. Phelps disputa mais duas provas em Pequim (100m borboleta e o revezamento 4x100m medley). Até o momento, ele já conquistou na China seis ouros e seis recordes mundiais nos 200m borboleta, 200m livre, 200m e 400m medley, 4x200m livre e 4x100m livre, sendo esta última considerada por especialistas como a maior apresentação de um revezamento em todos os tempos.
CÉSAR CIELO BUSCA O OURO OLÍMPICO
Nadador brasileiro está na final dos 50m livre.
GLOBOESPORTE.COM Pequim César Cielo e Michael Phelps têm planos ousados para os Jogos de Pequim. Enquanto o brasileiro quer conquistar o ouro inédito do país na natação, o americano tem como meta superar a incrível marca de Mark Spitz de sete ouros olímpicos em uma mesma edição da competição. Nesta quinta-feira, os dois nadadores deixaram mais próximos seus ambiciosos objetivos. Cielo passou para a final dos 50m livre com o melhor tempo das semifinais, que lhe valeu o recorde olímpico. Michael Phelps garantiu seu sexto ouro nos 200m medley e só precisa de mais dois para conseguir o que, há pouco mais de quatro anos, parecia impossível.
O INCRÍVEL PHELPS
PHELPS CONQUISTA A SUA SEXTA MEDALHA DE OURO EM PEQUIM
ATLETAS "SUAM SANGUE" PARA OBTER MEDALHA NAS OLIMPÍADAS

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

O SUECO ARA ABRAHAMIAN PROTAGONIZA UMA CENA LAMENTÁVEL EM PEQUIM
TIAGO PEREIRA GARANTE VAGA NA SEM-FINAL DOS 200m MEDLEY
Thiago faz tempo melhor que Phelps e avança para as semis dos 200m medley
GLOBOESPORTE.COM Pequim Um dos destaques da natação brasileira, Thiago Pereira, teve o gostinho de terminar à frente do fenômeno americano Michael Phelps, na manhã desta terça-feira. Thiago fez o terceiro melhor tempo (1m58s41) das eliminatórias dos 200m medley, realizadas no Cubo d’Água. Phelps, que entrou na água parecendo querer se poupar, venceu sua bateria, mas fez apenas o sexto melhor tempo (1m58s65) da fase inicial. Thiago Pereira vai buscar uma vaga na final dos 200m medley nas semifinais da madrugada desta quinta.
Em outra série, Thiago liderou a primeira metade da prova. No nado peito, o americano Ryan Lochte conseguiu ultrapassar o brasileiro e terminou em primeiro com o tempo de 1m58s15. Thiago chegou em segundo lugar na série. O tempo (1m58s15) de Lochte foi o melhor da classificação geral da prova.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

CÉSAR CIELO TRAZ A 1ª MEDALHA DA NATAÇÃO BRASILEIRA
Numa prova espetacular, disputada neste momento, o brasileiro César Cielo conquistou a medalha de bronze na final dos 100m nado livre.
O brasileiro bateu o recorde sul-americano com o tempo de 47s67. César empatou com o americano jason Lezak. Os dois levam o bronze.
DO BLOG URGENTE
Para o candidato à Prefeitura de Campos Paulo Feijó (PSDB), a cidade passa hoje por uma das suas maiores crises. Segundo ele, esta situação "tem origem na falta de valores e princípios dos governantes que passaram pela administração municipal nos últimos vinte anos".
A declaração foi dada ao urgente!, em resposta a cinco perguntas que o blog enviou a todos os concorrentes. As entrevistas serão publicadas na ordem de envio das respostas pelos candidatos. Feijó (PSDB) foi o primeiro a encaminhar as suas. Confira abaixo:
urgente! - Na sua opinião, qual é o pior problema de Campos e como resolvê-lo?
Feijó - Os problemas da saúde, da educação, da falta de emprego, já são conhecidos de todos. A cidade vive uma das suas piores crises, que tem origem na falta de valores e princípios dos governantes que passaram pela administração municipal nos últimos vinte anos. Não se pode mais pensar em grupo A ou grupo B, tem que se pensar na cidade. Nós sabemos como fazer isso, é preciso competência e uso correto dos recursos. Quem já teve a oportunidade e não fez, não pode pedir voto e fingir que não faz parte disso.
urgente! - Nos últimos anos, Campos tem sido varrida por denúncias, investigações e operações policiais que geram descrédito na política e nos políticos. No que a sua candidatura é diferente das demais neste cenário?
Feijó - Vítor, em vinte anos de vida pública fui vereador por dois mandatos, presidi a Câmara Municipal nesse período, tive três mandatos como deputado federal. Em tanto tempo de carreira, de lutas em prol do desenvolvimento da nossa região, do nosso município, quantos processos tenho contra mim? E os outros candidatos com menos tempo de atuação? Respondo a umprocesso de uma denúncia que foi extensiva a 232 deputados e tenho a consciência tranqüila que ficará provado que eu não tive participação nesse fato.
urgente! - Na sua avaliação, o que será de Campos depois da Era dos Royalties? A cidade está se preparando corretamente para quando este dia chegar?
Feijó - A cidade não está se preparando para quando acabarem os royalties. Os gestores vêm perdendo muitas oportunidades ao longo desses anos. Quando corajosamente em 1997 votei a favor da quebra do monopólio estatal do petróleo, imaginei que os royalties iam ser bem empregados para o desenvolvimento da nossa região, e infelizmente não é o que vejo hoje em Campos. Um governo responsável tem a obrigação de planejar a nossa cidade para os próximos vinte ou trinta anos com ou sem os royalties.
urgente! - Como mostra a história recente do município, os candidatos a vice-prefeito podem ter um papel destacado no governo. Quais foram os critérios para a escolha do vice em sua chapa? Quem ele (a) é e quais as suas qualificações para ocupar um cargo tão importante?
Feijó - O nosso vice é o professor aposentado Flávio Jorge, um antigo parceiro nosso, que agora tenho a honra de estar junto comigo na chapa, apoio do PHS, do professor Wainer Teixeira. Flávio Jorge é graduado em Ciências, estudioso da Ciência Política, fundador do PMDB e PDC em Campos. É também fundador nacional do PHS, onde exerceu dois mandatos na PresidênciaExecutiva Municipal.
urgente! - Na sua avaliação, qual foi o melhor prefeito de Campos em toda a sua história? E qual o pior?
Feijó - Na minha opinião o melhor prefeito da história de Campos foi Zezé Barbosa. E o pior com certeza, foi Dr.Alexandre Mocaiber.
Raio X do candidato
Nome completo: Paulo Fernando Feijó Torres
Coligação/Partidos: Campos: vamos reagir e mudar!Idade: 52 anos
Profissão: EngenheiroCidade onde nasceu: Santa Maria Madalena
Cargos públicos pelos quais já passou: Vereador por dois mandatos, presidente da Câmara (93/94), deputado federal por três mandatos.
Site oficial da campanha: http://www.feijo45.can.br/ [Atualizado em 11/08/08 para incluir "Raio X"] Postado por Vitor Menezes às 17:10 Marcadores: , ,
CÉSAR CIELO GARANTE A ÚLTIMA VAGA PARA A FINAL DOS 100m LIVRE
César Cielo consegue se classificar para final
GLOBOESPORTE.COM Uma das esperanças de medalha do Brasil na natação, César Cielo se classificou para a final dos 100m livre nesta terça-feira. Nas fortes semifinais da noite, Cielo terminou na oitava colocação na classificação geral, com o tempo de 48s07.
O australiano Eamon Sullivan bateu o recorde mundial da prova com o tempo de 47s05, superando o francês Alain Bernard, que na primeira semifinal já havia superado a marca, com o tempo de 47s20. Apesar de ter virado bem os primeiros 50m na segunda colocação de sua série, Cielo não conseguiu manter o ritmo que o deixara em quinto lugar. A melhor marca do brasileiro é de 47s91, atual recorde sul-americano.
EXPERIÊNCIA NOS TATAMES
Edinanci Silva chega aos Jogos de Pequim com três Olimpíadas na bagagem
Globoesporte.com No feminino, as três sétimos lugares em Jogos Olímpicos (1996, 2000 e 2004) estão entalados na garganta de Edinanci Silva, que quer mais. A técnica Rosicléia Campos lembra está confiante em uma boa participação de sua lutadora, que estreará em Pequim contra a vencedora da disputa entre a russa Vera Moskalyuk e a espanhola Esther San Miguel.
UM PAÍS CHAMADO PHELPS
O fenômeno americano estaria na quinta posição no quadro de medalhas
Gustavo Poli Rio de Janeiro
Qual o tamanho do fenômeno? Quão impressionante é a performance de Michael Phelps? Suas cinco medalhas de ouro em Pequim o transformaram no maior atleta olímpico de todos os tempos. Ninguém até hoje tinha ultrapassado a marca de nove medalhas de ouro. Phelps tem 11 e pode chegar a 14 ainda nestes Jogos. Mais do que pode, deve. Para tentar mensurar o significado dessas medalhas, façamos um exercício comparativo em tópicos, a partir de uma questão simples: e se Phelps fosse um país?
JADEL GARANTE QUE ESTÁ MELHOR QUE EM ANTENAS
Jadel Gregório posa em frente à Vila Olímpica
Das agências de notícias Pequim As provas de atletismo dos Jogos Olímpicos de Pequim começam nesta sexta-feira, e uma das esperanças de medalha do Brasil, Jadel Gregório, está muito confiante com um bom desempenho. Ele, que vai competir no salto triplo, diz que não sentirá a pressão de ser um dos favoritos, e garante que está no melhor de sua forma. Outro grande nome do atletismo é Fabiana Murer, que compete no salto com vara e também carrega consigo a expectativa de medalha. Ela diz que a conquista seria "uma conseqüência" caso consiga fazer seu melhor em Pequim. A atleta fez também uma análise de quais seriam as suas adversárias principais e assegurou que vai disputar os primeiros lugares.
IMPORTANTE
O Blog recebeu este e-mail de um amigo que pede para dar visibilidade ao texto. São informações bastante úteis em tempos de grande stress e das patologias decorrentes dessa condição física, mental e emocional. Eis o texto: "DIGAMOS QUE ÀS 5 E MEIA DA TARDE, VOCÊ ESTÁ INDO PARA CASA, SOZINHO, DE CARRO, DEPOIS DE UM DIA BASTANTE PESADO NO SERVIÇO. NÃO SÓ PORQUE TRABALHOU BASTANTE, COMO TAMBÉM PORQUE VOCÊ TEVE UMA DISCUSSÃO COM SEU CHEFE E NÃO HOUVE JEITO DE FAZÊ-LO ENTENDER SEU PONTO DE VISTA. DE REPENTE, VOCÊ SENTE UMA DOR MUITO FORTE NO PEITO, QUE SE IRRADIA PELO BRAÇO E SOBE ATÉ O QUEIXO. VOCÊ ESTÁ A UNS 8 QUILÔMETROS DO HOSPITAL MAIS PRÓXIMO E NÃO TEM CERTEZA SE VAI CONSEGUIR CHEGAR LÁ... VOCÊ ESTÁ REALMENTE ABORRECIDO E QUANTO MAIS PENSA SOBRE O ASSUNTO, MAIS TENSO VOCÊ FICA... O QUE FAZER ??? VOCÊ FEZ UM CURSO DE PRIMEIROS SOCORROS, MAS NÃO É QUE O INSTRUTOR SE ESQUECEU DE EXPLICAR O QUE FAZER QUANDO A VÍTIMA É VOCÊ MESMO ??? COMO CONSEGUIR SOBREVIVER A UM ATAQUE CARDÍACO SE ESTIVER SOZINHO? ( É MUITO FREQÜENTE AS PESSOAS PASSAREM POR ESSA SITUAÇÃO! ) SEM ASSISTÊNCIA, A PESSOA CUJO CORAÇÃO PÁRA DE FUNCIONAR ADEQUADAMENTE E QUE COMEÇA A SENTIR QUE VAI DESMAIAR, TEM APENAS 10 SEGUNDOS ANTES DE PERDER A CONSCIÊNCIA ! O QUE FAZER PARA SOBREVIVER QUANDO ESTIVER SOZINHO ? RESPOSTA: ESSAS VÍTIMAS PODEM AJUDAR A SI MESMAS TOSSINDO COM FORÇA REPETIDAS VEZES. INSPIRE ANTES DE TOSSIR, TUSSA PROFUNDA E PROLONGADAMENTE, COMO QUANDO ESTÁ EXPELINDO CATARRO DE DENTRO DO PEITO. REPITA A SEQÜÊNCIA INSPIRAR/TOSSIR A CADA DOIS SEGUNDOS, ATÉ QUE CHEGUE ALGUM AUXÍLIO OU ATÉ QUE O CORAÇÃO VOLTE A FUNCIONAR NORMALMENTE. A INSPIRAÇÃO PROFUNDA LEVA OXIGÊNIO AOS PULMÕES E A TOSSE CONTRAI O CORAÇÃO E FAZ COM QUE O SANGUE CIRCULE. A PRESSÃO DA CONTRAÇÃO NO CORAÇÃO TAMBÉM O AJUDA A RETOMAR O RITMO NORMAL. DESSE MODO, UMA VÍTIMA DE UM ATAQUE CARDÍACO PODE FAZER UMA LIGAÇÃO TELEFÔNICA E, ENTRE AS INSPIRAÇÕES, PEDIR AJUDA". ARTIGO PUBLICADO NO N.º 240 DO JOURNAL OF GENERAL HOSPITAL ROCHESTER
FEIJÓ TEM REGISTRO DEFERIDO SEM INTERPOSIÇÃO DE RECURSO.
O candidato da coligação CAMPOS VAMOS REAGIR E MUDAR, Paulo Feijó, está com o registro de candidatura aprovado pela Justiça Eleitoral. O registro foi confirmado hoje a noite pela juíza da 100ª Zona Eleitoral, Márcia Alves Succi. Já o registro de candidatura de Arnaldo Vianna continua em apreciação até o final da tarde.
SELEÇÃO BRASILEIRA DE GINÁSTICA FICA EM OITAVO LUGAR. CHINA GARANTE O OURO OLÍMPICO
Gaúcha Daiane dos Santos volta a empolgar com sua apresentação no solo
GLOBOESPORTE.COM Pequim Em sua primeira participação olímpica na final por equipes, a seleção brasileira de ginástica, quinta colocada no último Mundial e sétima na fase de classificação, sentiu o nervosismo de competir na decisão e ficou em oitavo lugar, com 174.875 pontos. A medalha dourada ficou com a China (vencedora também no masculino), que somou 188.900 e venceu o duelo contra as americanas, atuais campeãs mundiais (186.525) . A Romênia, ouro em Atenas/2004, levou 181.525 pontos e o bronze. No entanto, o Brasil ainda tem boas chances de sair de Pequim com uma medalha na ginástica, especialmente no masculino, com Diego Hypolito na final do solo, que acontece no próximo domingo. No mesmo dia, Daiane dos Santos compete na decisão do mesmo aparelho e Jade Barbosa, no salto. Na sexta-feira, Jade e Ana Cláudia Silva participam da disputa individual geral. A equipe brasileira, formada por Ana Cláudia Silva, Daiane dos Santos, Daniele Hypolito, Ethiene Franco, Jade Barbosa e Laís Souza começou a sua apresentação pelo solo. Nervosa, Ana Cláudia Silva não conseguiu repetir a boa atuação da fase se classificação. Após garantir 14.800 pontos no domingo, somou apenas 13.375. Jade Barbosa, a única a competir nos quatro aparelhos, competiu em seguida. A exemplo da fase de classificação, a brasileira mostrou boas acrobacias, mas cometeu um erro fatal: pisou com os pés fora do tablado. Apesar disso, conseguiu somar 14.325 pontos.
BRASIL VENCE A SÉRVIA E VAI AS QUARTAS DE FINAL
Central Fabiana ataca com força contra a Sérvia
GLOBOESPORTE.COM O Brasil está classificado às quartas-de-final dos Jogos Olímpicos de Pequim. Após vencer Argélia e Rússia, a seleção brasileira superou na madrugada desta quarta-feira a Sérvia por 3 sets a 0, com parciais de 25/15, 25/13 e 25/23, e somou seis pontos no Grupo B. O resultado garante a liderança à equipe, que só saberá sua real posição na chave após o duelo contra a Itália, no domingo. Assim como o Brasil, a Itália segue invicta na competição. A Sérvia, que estava ao lado das seleções citadas, ficou atrás após o resultado desta quarta-feira. A equipe brasileira, que na rodada seguinte enfrenta o frágil Cazaquistão, aguarda pelo jogo entre italianas e sérvias. Porém, a decisão da chave fica por conta de Brasil e Itália.
EDUARDO SANTOS PERDE NA DECISÃO DOS JUÍZES E DÁ ADEUS AO PÓDIO
Eduardo, de azul, tenta pegar a perna do suíço
GLOBOESPORTE.COM Em um confronto bastante equilibrado, Eduardo foi derrotado pelo suíço Sergei Aschwanden pela decisão dos juizes na final da repescagem do judô peso médio dos Jogos Olímpicos de Pequim. Com a vitória, o suíço vai enfrentar na disputa da medalha de bronze o perdedor da semifinal entre o georgiano Irakli Tsirekidze e o russo Ivan Pershin. Ao contrário das outras disputas, desta vez Eduardo fez um confronto bastante travado com o suíço Sergei Aschwanden. Nos primeiros minutos de luta, os dois atletas se limitaram a travar uma intensa disputa de força e de troca de pegadas, sem grandes ataques de queda. A falta de ofensividade levou o juiz a dar uma punição para os judocas, o que não mudou muito a ação da luta. Com os 5 minutos do tempo regulamentar encerrados a disputa foi para o golden score, onde o primeiro que pontuasse sairia vencedor. Com o risco de sofrer uma punição que lhe custaria a luta, Eduardo Santos se mostrou um pouco mais ofensivo no golden score, chegando próximo da queda em duas oportunidades. O suíço também buscava o ataque e a luta caminhava para a decisão dos juízes quando uma entrada de queda de Aschwanden aumentou a dramaticidade da disputa. No contra-golpe, Eduardo tentou o estrangulamento, que inicialmente foi considerado pelo árbitro central como irregular, dando a punição decisiva para o brasileiro a 46s do fim. Entretanto, após conferência com os árbitros centrais, o juiz voltou atrás, recolocando Eduardo na disputa. Com o empate mantido até o fim, a decisão foi para a bandeira, e foi levantada a bandeira branca, cor do quimono de Aschwanden.
ÊTA URUCUBACA!
Jogadores do Fluminense são assaltados na Avenida Brasil
Do G1, no Rio, com informações da TV Globo Os jogadores Washington e Tartá, do Fluminense, foram assaltados na noite desta terça-feira (12) na Avenida Brasil, na altura do Trevo das Margaridas, no subúrbio do Rio de Janeiro. Segundo o Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE), os dois seguiam de carro para Mangaratiba, na Região Metropolitana, quando foram rendidos por dois criminosos armados de pistolas. A assessoria de imprensa do meia Tartá afirmou que os jogadores ficaram num posto de gasolina enquanto os criminosos fugiam com o carro e um par de tênis de uma das vítimas. Os dois jogadores acionaram o Batalhão de Policiamento em Vias Especiais e depois seguiram viagem de táxi. O carro roubado seria do assessor do atacante Washington. Ainda de acordo com a assessoria do meia Tartá, a equipe do Fluminense está em Mangaratiba onde se prepara para o próximo jogo pelo Campeonato Brasileiro. Os dois jogadores, que estavam no Rio para um compromisso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, não ficaram feridos.
A HUMILDADE DOS VERDADEIROS HERÓIS
Phelps garante: ‘Não sou imbatível’
Das agências de notícias Pequim Mesmo depois de conquistar o título de maior recordista de ouros olímpicos, Michael Phelps acredita que ainda pode perder. Adotando sempre o discurso modesto, a estrela americana comemorou de forma comedida o novo feito histórico. Em Pequim, ele já garantiu cinco medalhas e cinco recordes mundiais (200m livre, 200m borboleta, 200m medley e os revezamentos 4x100m livre e 4x200m medley). Pela frente, ele ainda tem mais três provas (100m borboleta, 400m medley e 4x100m medley). Apesar de ninguém duvidar que essas outras três medalhas douradas já têm destino certo, o americano garante que tem chances de perder. Após conquistar o recorde de ouros olímpicos com 11 medalhas, Phelps terá a chance de garantir uma nova marca histórica em Pequim: maior número de medalhas douradas em uma mesma edição da competição. Até agora, a façanha (sete ouros) é do também americano Mark Spitz, conquistada nas Olimpíadas de Munique 1972.
O MAIOR ATLETA OLÍMPICO DE TODA HISTÓRIA
O fenômeno Michael Phelps se tornou o maior vencedor olímpico de todos os tempos. Nessa madrugada ganhou mais uma medalha de ouro e bateu novamente a marca mundial nos jogos de Pequim.
Enquanto isso os nadadores brasileiros continuam dentro d'agua.
CANDIDATO DIZ QUE VEREADORES ESTÃO TENTANDO TUMULTUAR
Paulo Feijó rebate que não tem tempo a perder
“Toda Campos me conhece e conhece esses que me atacam. O que eles tentaram foi me expor ao ridículo e jogar nosso partido na lama, inclusive passando por cima de uma candidatura própria referendada pela executiva regional”. Paulo Feijó lembrou que ainda tentou aparar as arestas e recompor com Nildo, Álvaro e Ailton, “porém eles deixaram clara a intenção de tumultuar”. Quanto aos mais de 20 mil votos que Nildo Cardoso prevê que o PSDB deixará de computar com o fato dele e dos demais que compõem com ele ficarem fora da eleição, Feijó não se diz preocupado: “É claro que algumas pessoas ligadas a eles, mais próximas, devem estar chateadas, mas tenho certeza que até mesmo muitos delas não concordam com a postura deles que jogam baixo”. “Também lamento a situação ter chegado a esse ponto, porém, os meus posicionamentos foram todos transparentes, democráticos, dentro do que estabelece o estatuto do meu partido. Agimos como um presidente equilibrado, justo, democrata”. O tucano resume: “Aliás, uma análise bem feita de todo esse quadro definirá se existe algum desequilibrado e quem é ele”. Fonte: Jornal O Diário
TUCANO GARANTE QUE QUER "LIMPAR CÂMARA"
No estúdio, gravando os programas de rádio e TV, o candidato à prefeitura de Campos pelo PSDB, Paulo Feijó, desdenhou as críticas recebidas na Câmara pelos vereadores Nildo Cardoso e Álvaro César. “Soube apenas de alguns detalhes da sessão. Quem pretende ser prefeito de Campos, tem que começar a limpar o Executivo e o Legislativo. Já comecei pela Câmara, tirando do ninho tucano três vereadores. Eles saíram? Não vão fazer a mínima falta. Dos 17 vereadores, já tirei três”, frisou. Segundo o tucano, os três vereadores tramaram para jogar o partido no colo do candidato Arnaldo Vianna (PDT). “Eles tentaram de todas as maneiras empurrar o PSDB para Arnaldo. Mas com apoio das executivas nacional e estadual, que não compactuam com que ocorre em Campos, decidimos pela candidatura própria e eles acabaram queimados, sem ambiente no partido”, explicou Feijó. Fonte: Jornal Folha da Manhã

terça-feira, 12 de agosto de 2008

MICHAEL PHELPS E KAIO MIRANDA NAS FINAIS DOS 200m BORBOLETA
GLOBOESPORTE.COM O fenômeno Michael Phelps garantiu a classificação para a final dos 200m borboleta e ainda igualou o recorde olímpico (1m53s70), nas semifinais realizadas na noite desta segunda-feira, no Cubo d'Água. O brasileiro Kaio Márcio fez o sexto melhor tempo e também avançou para a grande final, que vai ser realizada na noite desta terça-feira, às 23h21m. Depois de subir ao degrau mais alto do pódio pela terceira vez ao vencer os 200m livre, o fenômeno das piscinas parte agora em busca de seu quarto ouro nos Jogos de Pequim. Caso conquiste o triunfo nos 200m borboleta, ele se tornará o maior campeão olímpico da história, com dez medalhas douradas. Assim como nas eliminatórias, os dois nadadores disputaram a mesma série. Mas, desta vez, Phelps conseguiu abrir mais vantagem em relação ao brasileiro. O americano, que já havia disputado a final dos 200m livre nesta segunda, não largou tão bem, mas nos 50m finais arrancou e abriu quase um corpo de distância para os seus adversários. O americano venceu a bateria, e Kaio terminou em terceiro lugar. Phelps abre vantagem e termina em primeiro lugar na série e na classificação geral dos 200m borboleta. Na classificação geral, Phelps fez o melhor tempo, e o paraibano ficou com a sexta marca (1m55s21). O japonês Takeshi Matsuda foi o segundo melhor com o tempo de 1m54s02. A final dos 200m borboleta será realizada na noite desta terça-feira, às 23h21. Confira os nadadores classificados para a final: 1) Michael Phelps (EUA) 1m53s70 2) Takeshi Matsuda (JAP) 1m54s02 3) Nikolay Skvortsov (RUS) 1m54s31 4) Laszlo Cseh (HUN) 1m54s35 5) Peng Wu (CHI) 1m54s93 6) Kaio Márcio (BRA) 1m55s21 7) Moss Burmester (NZL) 1m55s26 8) Pawel Korzeniowski (POL) 1m55s35
TIAGO CAMILO CONQUISTA O BRONZE OLÍMPICO
Tiago põe o judô no topo do ranking olímpico do país
GLOBOESPORTE.COM Pequim O judoca Tiago Camilo conquista a terceira medalha para o Brasil nestes Jogos Olímpicos de Pequim. Como seus companheiros de equipe Leandro Guilheiro e Ketleyn Quadros, Tiago levou o bronze ao vencer nesta terça-feira por desistência com 1 minuto para o fim de luta o holandês Guillaume Elmont. A medalha de ouro ficou com o algoz de Tiago nas quartas, o alemão Ole Bischof, que na final derrotou o sul-coreano Jaebum Kim. A outra medalha de bronze foi para o ucraniano Roman Gontiuk. Tiago repete o feito de Flávio Canto, que quatro anos antes, em Atenas, conquistou o bronze no meio-médio. Esta é a segunda medalha olímpica do atual campeão mundial, que foi prata nos Jogos de Sydney, em 2000. Com o resultado, o judô passa a ser a modalidade a ter mais medalhas na história do país em Jogos Olímpicos, 15, deixando para trás o iatismo, que até o momento tem 14 medalhas. Tiago também se torna o terceiro judoca brasileiro a ter duas medalhas olímpicas no currículo (e o primeiro com um título mundial); os outros dois são Aurélio Miguel (ouro em Seul (1988) e bronze em Atlanta (1996) e Luciano Guilheiro (bronze em Atenas (2004) e bronze em Pequim).
COI ESTIMA QUE OLIMPÍADAS TERÃO MAIS DE 40 CASOS DE DOPING
De Rose alerta que substâncias ilegais criaram uma epidemia no esporte. Nos últimos quatro anos, aumento de testes positivos foi de 20%
Mariana Kneipp Rio de Janeiro Presidente da Odepa, De Rose acredita que doping é uma doença em epidemia O Comitê Olímpico Internacional (COI) informa: há uma epidemia no mundo do esporte. A doença já é conhecida há algum tempo, mas parece que nem mesmo os esforços para um maior controle estão fazendo efeito. A contaminação acontece através de um efeito psicológico, mas as conseqüências físicas e morais são graves, podendo levar à extinção tanto profissional, quanto pessoal. O nome desta doença é doping. E a expectativa para as Olimpíadas de Pequim não é das melhores. O presidente do COI, Jacques Rogge, prevê a detecção de mais de 40 casos positivos nos Jogos (em Atenas-2004, foram 26). Serão realizados 4.500 testes, 25% a mais do que em Atenas e 90% a mais do que em Sydney-2000. - Com certeza, podemos esperar mais casos positivos porque estamos fazendo mais testes. Então, é natural que haja um aumento nas estatísticas – declara Rogge, no site oficial da entidade. De acordo com estatísticas da Agência Mundial Antidoping (Wada), o número de casos positivos cresce, em média, 20% ao ano. De 2004 até 2007, as 2.145 análises comprovadamente positivas saltaram para 3.375. No entanto, é preciso creditar o avanço a um maior controle por parte da Agência, que aumentou o número de testes antidoping de 128.591 para 174.483 no mesmo período. A favorita nos 100m livre, a nadadora americana Jessica Hardy desistiu de participar das Olimpíadas de Pequim após ser pega no exame antidoping. Para o presidente da Comissão Médica da Organização Desportiva Sul-Americana (Odepa) e diretor-médico da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Eduardo De Rose, a evolução do controle do doping é fundamental para inibir o aumento no número de casos, porém, é preciso haver um esforço maior para que não haja mais incidências. Segundo De Rose, é necessário haver um acompanhamento psicológico de cada federação com seu atleta. Para o presidente da ODEPA, a causa principal para que um atleta aceite o doping é o benefício econômico. Um estudo realizado após as Olimpíadas de Sydney avaliou o retorno monetário (seja em patrocínios ou ações promocionais) de uma medalha de ouro em US$ 10 milhões, o equivalente a R$ 15,5 milhões. O outro motivo mais comum apontado pelas pessoas que tiveram resultado positivo é a necessidade de superação da idade. Atletas que estão mais velhos usam substâncias proibidas para ter o mesmo rendimento que tinham quando eram mais jovens e, assim, equilibrar suas chances de conquistar uma medalha.
FEDERAÇÃO RUSSA DE ATLETISMO VAI CRIAR LEIS DE COMBATE AO DOPING
Das agências de notícias Pequim Valentin Balakhnichev, presidente da Federação Russa de Atletismo e membro do Conselho da Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês), comunicou a esta entidade em Pequim que está trabalhando em seu país para desenvolver novas normas que permitam perseguir penalmente o doping. Segundo o Conselho, Balakhnichev informou que, em pouco tempo, espera que os trabalhos da agência antidoping russa dêem frutos. O senegalês Lamine Diack, presidente da IAAF, agradeceu o trabalho da federação chinesa e o Comitê Organizador das Olimpíadas de Pequim (Bocog, na sigla em inglês), pois fizeram tudo "para organizar uma excelente edição" dos Jogos. Em Pequim, a equipe de atletismo da Rússia estará muito desfalcada depois que muitos atletas do país foram afastados por suspeita de doping.
A MUSA DOS JOGOS OLÍMPICOS
A beleza da musa Natalie Coughlin
Nadadora americana encanta Pequim com belos olhos azuis e medalha de ouro nos 100m costas.
ALERJ CASSA MANDATO DE ÁLVARO LINS
Em votação secreta, plenário aprova cassação de deputado por 36 votos a 24.Lins é suspeito de integrar esquemas de corrupção passiva e enriquecimento ilícito.
Daniella Clark Do G1
O deputado Álvaro Lins foi denunciado pelo Ministério Público Federal em maio, suspeito de integrar esquemas de corrupção passiva, formação de quadrilha e enriquecimento ilícito. O mandato de Álvaro Lins ficou na berlinda depois que ele foi denunciado pelo Ministério Público Federal, suspeito de integrar esquemas de corrupção passiva, formação de quadrilha e enriquecimento ilícito. Lins, ex-chefe da Polícia Civil, foi acusado de usar a estrutura da corporação que comandou para praticar os crimes de lavagem de dinheiro e facilitação de contrabando.

domingo, 10 de agosto de 2008

PARA REFLETIR
Em tempo de olimpiada, vale a pena refletir sobre a milenar sabedoria oriental... Lenda Chinesa
Uma velha senhora chinesa possuía dois grandes vasos, cada um suspenso na extremidade de uma vara que ela carregava nas costas. Um dos vasos era rachado e o outro era perfeito. Este último estava sempre cheio de água ao fim da longa caminhada da fonte até a casa, enquanto aquele rachado chegava meio vazio. Por longo tempo a coisa foi assim, com a senhora chegando em casa com somente um vaso e meio de água. Naturalmente o vaso perfeito era muito orgulhoso do próprio resultado e o pobre vaso rachado tinha vergonha do seu defeito, de conseguir fazer só a metade daquilo que deveria fazer. Depois de dois anos, refletindo sobre a própria amarga derrota, falou com a senhora durante o caminho: 'Tenho vergonha de mim mesmo, porque esta rachadura que eu tenho me faz perder metade da água durante o caminho até a sua casa'... A velhinha sorriu: 'Você reparou que lindas flores tem somente do teu lado do caminho? Eu sempre soube do teu defeito e portanto plantei sementes de flores na beira da estrada do teu lado e todo dia, enquanto a gente voltava, tu as regavas. Por dois anos pude recolher aquelas belíssimas flores para enfeitar a mesa. Se tu não fosses como és, eu não teria tido aquelas maravilhas na minha casa. Cada um de nós tem o próprio defeito. Mas o defeito que cada um de nós tem é que faz com que nossa convivência seja interessante e gratificante. É preciso aceitar cada um pelo que é, e descobrir o que tem de bom nele'.
OPORTUNO PENSAMENTO
"Sábio é o pai que conhece o seu próprio filho".
William Shakespere
HOMENAGEM DO BLOG A TODOS PAIS
PAI É PAI!
Pai é Pai !Pode ser novo, pode ser velho
Pode ser branco, negro ou amarelo Pode ser rico ou pobre
Pode ser solteiro, casado, viúvo ou divorciado Pode ser feliz ou infeliz
Pode estar aqui ou já ter ido embora
Pode ter tido filhos ou adotado-os Pode ter casa ou morar na rua
Pode usar terno ou tanga
Pode ser Deus ou humano
Pode estar trabalhando ou desempregadO
Pode ser tanta coisa ou simplesmente PAI Mas todos, sem faltar um sequer fazem parte da criação.
Que não só hoje, mas em todos os dias desta vida
possa ser lembrado como aquele
que muitas vezes não dormiu
muitas vezes ficou pensando na comida para levar para casa
muitas vezes engoliu sapos
muitas vezes chorou escondido
muitas vezes gargalhou
muitas vezes perdeu a hora
mas nunca deixou de pensar na coisa mais importante da sua vida NÓS!!!!
Autor Desconhecido
THIAGO PEREIRA CANSOU
Thiago Pereira diz que sentiu cansaço
GLOBOESPORTE.COM Pequim
Um dos principais destaques da natação brasileira, Thiago Pereira, terminou em oitavo lugar na final dos 400m medley, realizada na madrugada deste domingo, no Cubo d'Água. Apesar de ter melhorado o resultado em relação aos Jogos de Atenas, Thiago afirma que poderia ter sido melhor, mas sentiu cansaço. O brasileiro começou bem e segurou o quarto lugar até o nado peito, mas acabou sendo ultrapassado e terminou na oitava colocação com o tempo de 4m15s40, quase quatro segundos atrás da marca (4m11s74) que conquistou nas eliminatórias e mais de quatro segundos do seu melhor tempo (4m11s14).