segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

PEQUIM APRESENTA CENTRO DE NATAÇÃO OLÍMPICO

O "Cubo de Água", como foi batizado, fica perto de outro ícone olímpico da cidade, o Estádio Nacional, conhecido como "Ninho do Pássaro"
PEQUIM (China) - A China inaugurou nesta segunda-feira seu milionário Estádio Aquático Nacional, uma estrutura já conhecida como "Cubo de Água", que será o palco das provas de natação nos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto.
O centro, coberto por uma película de teflon similar a um plástico que passa a idéia de bolhas d'água, levou quatro anos para ser construído, a um custo oficial de 200 milhões de dólares, financiados em boa parte por doações de chineses que moram fora do país. O "Cubo de Água" fica perto de outro ícone olímpico da cidade, o Estádio Nacional, conhecido como "Ninho do Pássaro", que segundo o cronograma oficial deve estar concluído em abril ou maio.

"Eu estou muito emocionado e muito orgulhoso", dosse Li Aiqing, presidente da estatal Asset Management Company, que administra o local. "Este era um projeto muito ambicioso em termos de tecnologia de construção, e um desafio de construção muito difícil", acrescentou.

A estrutura desenvolvida com técnicas ecologicamente corretas permite o uso da energia solar, o que economizará 30% da energia elétrica, segundo o comitê organizador de Pequim-2008. O "Cubo de Água", com capacidade para 17.000 espectadores, vai receber as competições de natação, saltos ornamentais, nado sincronizado e pólo aquático nas Olimpíadas, que vão de 8 a 24 de agosto.

Porém, a competição inaugural será o Aberto da China, um evento teste que começa na terça-feira e terá duração de seis dias.

2 comentários:

Nadador Revoltado disse...

Igualzinho a piscina da FME, a antiga AABB. Brincadeira!

Anônimo disse...

Campos não precisa de piscina. A equipe que representa Campos, em competições da federação e confederação, treina em três piscinas diferentes: a do CEFET, a do Automóvel Clube e da Projex. Poderia citar ainda a do Tênis Club.
Mas eventos de competição, nada. Trabalho de base, nada.
A piscina da FME ficou destinada a criar mosquitos da dengue. Afinal, falta de saúde e falta de esporte, tudo a ver.