quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

IDENTIDADE

O ex-vereador e atual Secretário Municipal de Bioenergia e Petróleo, Renato Barbosa, sempre foi um ferrenho opositor desse modelo administrativo instalado em Campos. Desde da época em que Garotinho foi prefeito de Campos. Quando vereador “pregou no deserto”, acerca dos desmandos e indícios de corrupção no governo de Arnaldo Vianna. Foi candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Paulo Feijó. Nessa condição, esculachava publicamente o governo municipal. Agora, como membro do estafe municipal, parece que está perdendo sua identidade política-ideológica, participando de um governo que tanto falou mal. Coisas da política. Parece que o ex-vereador quer voltar a ocupar uma cadeira no legislativo a qualquer custo. Mudou de partido a gosto do prefeito e como participante do 1º escalão municipal, tem, como obrigação, falar bem da administração pública. Perdeu ou está perdendo, assim, sua identidade política. Um risco eleitoral grande. Pode acreditar!

7 comentários:

Anônimo disse...

Caro Vitor,

Não é só ele que está perdendo identidade. Paulo Feijó, Rockfeller de Lima, Mackoul, Cordeiro, bradavam pesadas críticas ao governo municipal, as vezes ofendendo a moral de Arnaldo e Mocaiber. Agora estão sob a luz brilhante do ouro negro, sob forma de milhões de royalties.
Não temos mais políticos independentes com luz própria. A excessão fica por conta de Garotinho, o criador e transferidor de luzes para todos os seus sucessores.
Triste a realidade eleitoral de Campos. Não se tem opção e nem renovação.

telles-são caetano disse...

É isso aí professor,o comentarista acima esta coberto de razão.A conclusão que chego é que existe uma grande carência de idealistas,já que estes falsos,são todos oportunistas.Viúvas do poder.

Amaro Carlos disse...

Amigo Vitor,
Estou cobrindo qualquer aposta quanto a votação de Feijó e Renato Barbosa. Fico com 2.000 votos para baixo, nos dois. Nenhum, nem outro, fazem mais do que 2.000 votos.
Tô apostando. Quem quizer é só mandar um comentário nesse artigo.
Um abraço.
Amaro Carlos.

Petroleiro disse...

Professor, assim como eu, Renato é petroleiro. Já participei de algumas de suas reuniões, meio que anônimo, e sempre vi o Renato com discurso da direita. Sua entrada num Partido com uma ideologia totalmente contrária a sua, realmente o faz perder sua identidade política ideológica. Observei sua participação ativa na consolidação de um partido recheado de ideologias boas, como o PHS tem.
Renato, perdeu meu voto.
Tá quetinho, "mamando nas tetas" suculentas e milionárias da PMCG.

Anônimo disse...

Na época que Renato Barbosa foi vereador, precisava de mais uns dez iguais a ele. Pregou no deserto, como bem disse o professor. Mas, se rendeu a força do capital e do poder.
Concordo com você Vitor. Ele perdeu sua identidade, que construi ao longo de alguns anos exercendo a vereança e como líder político.
Meu voto ele não tem mais.

Anônimo disse...

Professor, Renato Barbosa vai entregar o cargo quando? E quem será seu substituto?

Quem vai financiar sua campanha?

Anônimo disse...

Está aí uma verdade incontestável: Renato Barbosa é mais um político oportunista e egocêntrico. Assim que teve a oportunidade de ganhar um dinheirinho despiu-se das vestais de arauto da moralidade, transformando-se no todo comum. Quem sabe ainda não o veremos fazendo companhia, nos jornais, aos escândalos de nossa cidade. Esperemos... Esperemos...