segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

CATADORES DE PAPEL:INFORMAL, MAS ECOLOGICAMENTE CORRETO

“Catar” de papel é uma atividade informal muito comum em grandes cidades. O primeiro olhar, que temos dos catadores de papel, é de pobreza e miséria. Mas, se nos propusermos a mudar o direcionamento do nosso olhar, o que podemos ver são pessoas trabalhando numa atividade informal, porém rendosa e ecologicamente correto, uma vez que, o lixo recolhido vai para ser vendido para empresas de reciclagem. Não obstante ao fato, de que é uma atividade dura, que exige vigor físico, como contra-ponto a esse fator, os catadores de papel não possuem patrão, trabalham a quantidade de horas por dia que lhes convierem, ou seja, a jornada de trabalho é uma opção individual de cada um desses “trabalhadores ecológicos”.

Um comentário:

Joel Cardoso disse...

Será que a PMCG tem cadastrado os "catadores de papel" da cidade? Deveria. Pelo menos deveria saber como funciona as associações de "catadores de papel" de outras cidades. São trabalhadores iguais, reservado os impostos (ISS), aos demais. Uma coisa é certa eles não são ladrões e pagam impostos de outras formas.
São filhos de Campos e merecem respeito, como uma usina de reciclagem para eles poderem fornecer seus "produtos" e lhes capacitarem para outras atividades co-relacionadas. Talvez seja uma incumbencia da Secretaria de Limpeza Pública.