terça-feira, 15 de abril de 2008

PARECE QUE AGORA CAMPOS TÊM PREFEITO
Foto: César Ferreira
Prefeitura economiza R$18 mi com terceirizados
Por Elis Regina Nuffer do site oficial da PMCG
Prefeitura baixou a folha de pagamento de R$ 30,2 milhões para R$ 11,7 milhões e a economia será revertida para Educação e Saúde.
A prefeitura economizou R$ 18 milhões no pagamento dos terceirizados, reduzindo a folha mensal que era de R$ 30,2 milhões, em apenas um mês do governo do prefeito em exercício, Roberto Henriques. Uma das prioridades de sua administração é reduzir os gastos públicos e reverter os recursos em investimentos para a população, principalmente nas áreas de Educação e Saúde.A folha de pagamento das fundações José Pelúcio e Service Clean (Facility) correspondia a R$ 30,203,347,79 e a de março representa aos cofres públicos R$ 11.780.990,40, ou seja, uma economia de R$ 18.422.357,39, afirmou o prefeito Roberto Henriques durante entrevista coletiva à imprensa nesta terça, 15.
Henriques recebeu os jornalistas junto com os secretários de Governo, Suledil Bernardino; de Administração, Licínio Corrêa da Silva; Particular, José Maurício Linhares; e do procurador geral do Município, Luciano da Nóbrega.
O prefeito explicou que a redução da folha só foi possível porque, assim que assumiu a prefeitura por decisão da Justiça, determinou que fosse realizado o recadastramento dos prestadores de serviço das fundações Pelúcio e Facility. A medida possibilitou o corte de 40% na folha, uma vez que havia os chamados “fantasmas” ocupando diversos cargos públicos na prefeitura e muitos com salários altíssimos desproporcionais ao mesmo cargo e função de servidores municipais.Com a folha de pagamento enxuta, os terceirizados vão receber o salário referente ao mês de março nesta quarta-feira, dia 16, através de depósito direto nas suas contas bancárias. O depósito foi feito pela prefeitura nesta terça, 15, nas agências do Banco do Brasil e Itaú.
Roberto Henriques lembrou que a demora no pagamento aconteceu devido ao cruzamento de dados feito pela administração municipal com base nas informações obtidas no recadastramento. Incluindo o pagamento da Cruz Vermelha, segundo o prefeito, a folha de pagamento atingia a soma de R$ 35 milhões, mas com a suspensão do Programa Saúde da Família (PSF), pela Justiça, houve redução de R$ 5 milhões.
As diferenças do pagamento são gigantescas: em fevereiro, a folha da Facility foi de R$ 8,12 milhões, enquanto em março é de R$ 2.784.908,78, uma diferença de R$ 5.335.091,23.Na Pelúcio, em fevereiro, a lista de servidores era de 10.361 e, em março, 8.579, reduzindo em 1.782 os postos de trabalho.
A folha de pagamento de fevereiro da fundação era de R$ 22.083.347,79 e caiu para R$ 8.996.081,62, uma diferença de R$ 13.087.266,17. O prefeito informou que no recadastramento 838 pessoas não compareceram e 1.340 estavam no grupo dos que não trabalhavam, não sabiam o nome do chefe imediato, do local de trabalho, a função que desempenhavam ou estavam à disposição, mas recebiam todo mês salários das fundações ligadas à prefeitura. Somente nesta conta são 2.178 pessoas que deixaram de receber dinheiro da prefeitura.
Roberto Henriques voltou a lembrar que o contrato com a Fundação José Pelúcio venceu em janeiro deste ano e que pretende rescindir o contrato com a Facility. “Nossa intenção é também buscar um ressarcimento pelos prejuízos causados à prefeitura e a punição dos agentes”, disse o procurador. Nóbrega adiantou que 60% dos contratados, atualmente, continuarão na prefeitura até o final do ano, prazo em que o concurso público já terá sido realizado.

4 comentários:

Anônimo disse...

Que coisa em Prof Vitor!
Agora esqueceu o Feijó e esta lambendo o Henrqiues???
Decida-se logo de que lado está!

Mário Barroso disse...

O Prof. Vitor é do lado da moralidade. Contra a corrupção e contra a vergonhosa administração do prefeito afastado (não vou citar nem o nome desse senhor), e contra seus secretários corruptos.

RH merece apoio. E vai limpar. Sua hora tá chegando anônimo da boquinha.

Anônimo disse...

Prof Vitor,não bastou Feijó te descartar a olhos vistos,te jogar no canto, e Cordeiro te desvalorizar com todo mundo,para você ver quem são seus amigos.Agora você ainda vai fazer sua corrida que é a maior da região e vai pedir apoio a FMIJ,para Robson Colla baba ovo de Feijó,e convidar Feijó para entregar troféus.Saí dessa,você continua na barca errada!

raphael crespo disse...

Os eventos do meu amigo professor Vitor indepedem de políticos e politiqueiros.O "anônimo"esta redondamente enganado,o patrocinio é privado.Se quiser colaborar com este tradicional evento,apareça.Se não,vai se informar melhor!O poder público é que devia sim patrocinar e incentivar eventos deste porte,para valorizar os talentos da nossa cidade.