segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

QUEM TEVE A OPORTUNIDADE E NÃO FEZ, PERDEU A VEZ !

ALZIRA VARGAS PODE SE TRANSFORMAR EM CENTRO ESPORTIVO.
Por Leandro Nunes
O entendimento entre os governos municipal e estadual teve mais um capítulo positivo na última quinta-feira, dia 14, quando foi apresentado ao Secretário de Esporte, Turismo e Lazer, e presidente da Suderj, Eduardo Paes, um projeto que visa transformar o Parque Alzira Vargas em um Centro Cultural-Esportivo. A proposta encaminhada pelo presidente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Ivanildo Cordeiro, foi entregue pelo jornalista Péris Ribeiro, que tem foi incumbido de apresentar a idéia, que é composta pelo Memorial do Esporte, Waldir Pereira (Didi). O encontro aconteceu no Rio de Janeiro, na sede da secretaria, e o secretário Eduardo Paes se posicionou favoravelmente a este projeto, sendo o primeiro de cinco que se propôs a contemplar o município de Campos através da parceria com o Governo do Estado.
“Estive com o Cordeiro e com o amigo Paulo Feijó, e desde então nos colocamos a disposição para firmarmos essas parcerias em cinco projetos que estamos aguardando. Acho que esse aqui tem tudo para ser realizado, dependo agora da apresentação dos valores para que possamos colocar em prática. O local é lindo e merece um projeto grandioso que dê essa visibilidade que se propõe”, declarou o secretário estadual, Eduardo Paes.
No projeto apresentado constam a criação de uma mini-pista de atletismo; campo de futebol society; quadras cobertas para a prática de modalidades como vôlei, basquete, futsal e handebol; projetos sociais como o “Viva a Vida”; além do antigo projeto da construção do Memorial do Esporte Waldir Pereira, que tem a frente o jornalista Péris Ribeiro, que há anos sonha com essa realização.
“O Eduardo Paes se mostrou muito entusiasmado para desenvolver em parceria com a Fundação Municipal de Esportes a criação de um Centro Cultural e Esportivo, que dará a cidade uma motivação e tanto, em se tratando de um vetor da importância social que tem o esporte”, declarou Péris Ribeiro.
O presidente da FME, Ivanildo Cordeiro, se mostrou confiante e afirmou que nos próximos dias estará fazendo oficialmente a apresentação dos valores para que o projeto possa ser aprovado e assim possa iniciar o que considera um marco para o esporte da cidade. “Apresentei ao prefeito essa proposta e ele garantiu que nos dará todo o apoio necessário. A Guarda Civil Municipal vinha utilizando aquele espaço que é de uma localização privilegiada e que está em posse do município. Com o apoio que estamos tendo do governo estadual, através do Eduardo Paes, temos muito ainda a apresentar”, concluiu.

7 comentários:

Marquinho do Centro disse...

Tens razão Vitor. Fiquei sabendo que o espaço do Alzira Vargas vai se transformar no Espaço da Criança, uma iniciativa do Sr. Vizella da Fundação da Infância e Juventude.
Cada vez mais os ditos populares se consolidam: Quem teve oportunidade e não fez perdeu a vez, é batuta.

Anônimo disse...

O prefeito não deu nenhum apoio a Cordeiro, como afirma a reportagem oficial de Leandro Nunes, jornalista da FME.
Na verdade Cordeiro só teve um pseudo apoio de Nildo Cardoso, se é que não foi sociedade.
Sua arrogância e despreparo para um poder efêmero e passageiro foi tremendo. Ninguém conseguiu engoli-lo na PMCG, quem dirá o tão educadinho Sr. prefeito.

grivaldo disse...

O presidente da FME é um amigo que faz politica séria,só que não vai dar tempo de fazer mais nada,mas vai carregar consigo uma legião de amigos que construiu enquanto esteve no cargo.O abaixo assinado em desagravo aos seus relevantes serviços prestados ao esporte em campos já tem tres assinaturas:de narciso,manoel rego e luis omar.

Margareth Saudeosa disse...

Será que os responsáveis pela administração de Campos não vê que eswporte é educação? Será que eles não vêem que investir no esporte é investir no ser humano, na qualidade de vida, na saúde, na cidadania, na educação, numa cidade mais civilizada, de maior projeção? Será que eles não enxergam o exemplo de Cuba, da China, dos EUA e demais países desenvolvidos?
O presidente da FME não consegui convencer ninguém da administração pública de Campos a investir no esporte. Não fez nada, aliás, o que fez foi nas coxas. Sem planejamento, sem critérios sérios.
Confirmando o que se ouve, ou seja, sua saída do comando do esporte, um mês depois ninguém vai se lembrar dele mais. Volta para o anonimato, para sua medíocridade. E agora, talvez, com maior dificuldade, pois não terá seu ex-padrinho para lhe ajudar a vender uniformes para outros municípios, nem a adquirir imóvel da Santa Casa. Talvez ele tenha que vender seu sítio que comprou em um passado recente, perto das campanhas eleitorais, onde milhares de camisas ele confeccionava. Mas talvez tenha feito um pé-de-meia. Mas aí é dindim ruim. Vai embora que nem vendaval, como diz a música. Fraco, muito fraco essa ovelha, digo bode, não cordeiro, desculpem-me.
O pior de tudo é que se ele era de poucos amigos, agora então....

GUGUtá disse...

Cordeiro agora vai fazer seu espaço de lazer no sítio que tem perto do seu padrinho Feijó. Só que não vai receber ninguém, pois não tem amigos.

tatão disse...

Ué!pensei que DERNEVAL E CASSIANO eram amigos dele.Não era os tres homens forte de Paulo Feijó?

tiago-jardim carioca disse...

Professor,é verdade que o papai noel vai descer no elefante branco da lapa para distribuir bolas e camisas?